Justiça libera construção de resort no centro histórico de Pirenópolis (GO)

Após poucos mais de um ano de muita polêmica, desembargador dá decisão favorável aos responsáveis por um empreendimento de 192 apartamentos, que serão construídos onde funciona a Pousada Quinta Santa Bárbara, ao lado da Igreja Nosso Senhor do Bonfim

Renato Alves

A Justiça goiana liberou de vez a construção de um resort no centro histórico de Pirenópolis (GO). O empreendimento é alvo de críticas de moradores da cidade histórica distante 140km de Brasília. Eles tentam barrar o empreendimento desde que foi anunciado, há pouco mais de um ano. Conseguiram parar a obra, por meio de uma liminar. Mas, na última sexta-feira (16/12), o  Tribunal de Justiça de Goiás cassou a decisão dada por um juiz.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Dessa forma, os investidores podem tocar o empreendimento chamado de Quinta Santa Bárbara Eco Resort. Ele terá 192 apartamentos, construídos onde funciona a Pousada Quinta Santa Bárbara, ao lado da Igreja Nosso Senhor do Bonfim. A previsão é que a obra esteja pronta em até quatro anos.

A liminar que impedia a construção havia sido concedia pelo juiz Sebastião José da Silva, em 6 de julho. A decisão que autoriza o prosseguimento das obras é do desembargador Walter Carlos Lemes. Para ele, o resort cumpriu todas as exigências para obter as aprovações previstas em lei, o que inclui análise dos órgãos responsáveis, como o Instituto do Patrimônio Histórico de Goiás e as secretarias Estadual e Municipal de Meio Ambiente.

Em sua defesa, a Quinta Santa Bárbara Eco Resort alegou, no processo, que a obra tem como proposta a integração ao conjunto arquitetônico da cidade e respeito ao meio ambiente. “O terreno de 60 mil m² será ocupado com edificações em apenas 10% de sua área total, terá 72% de área permeável, e 30 mil m² de áreas verdes, que incluem a área de preservação permanente (APP). As edificações terão altura máxima de 8,5m, em até dois pavimentos.  A arquitetura será em estilo colonial, cumprindo todas as exigências de especificações do Iphan. No total, serão 192 apartamentos de um ou dois quartos”, escreveram os advogados do empreendedores.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

1 × cinco =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend