Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Sindicato denuncia que vigilantes foram substituídos por presidiários

Avatar

Publicado

em

Caso ocorreu no Hospital Regional de Ceilândia, onde supostos presidiários ocupavam postos de vigilância. PF foi acionada para verificar a denúncia

Com a greve dos vigilantes que atuam na segurança dos hospitais públicos do Distrito Federal, internos do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) estão sendo usados para suprir a ausência dos profissionais, segundo denúncias do Sindicato dos Vigilantes do DF. Um dos casos foi flagrado no Hospital Regional de Ceilândia (HRC) nesta segunda-feira (10/10), quando quatro presos ocupavam um posto de vigia na entrada de funcionários da unidade.

De acordo com a denúncia do sindicato, existe um contrato de prestação de serviços firmado entre a Secretaria de Saúde e a Fundação Nacional de Amparo ao Preso (Funap). A fundação cede internos do regime semiaberto para desempenharem trabalho de manutenção nos hospitais. No entanto, os presos acabaram desviados para uma função irregular.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Leia mais no Metrópoles.com

 

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *