Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Primeiro hospital veterinário público do DF ainda não funciona

Publicado

em

O Ibram informa que ainda não recebeu a construção porque estuda a viabilidade do projeto de urbanização do local. Além disso, o órgão está avaliando qual o melhor modelo de gestão do espaço e diz que o processo para obtenção da licença de funcionamento está em andamento

O primeiro hospital veterinário público do Distrito Federal ainda não começou a funcionar. Embora tenha sido concluído em outubro do ano passado, o maior dos seis galpões da unidade, que custou R$ 620,6 mil, está vazio e nem tem data para começar a fazer, ao menos, 100 atendimentos de cães e gatos por dia.

O prédio foi erguido no Parque Ecológico Lago do Cortado, em Taguatinga. O investimento total é de R$ 2,3 milhões, feito por meio de compensação ambiental, valor que será pago pela Direcional Engenharia. Atualmente, a empresa desembolsa R$ 24.180 por mês para garantir a segurança e a conservação do edifício vazio. O recurso é descontado do valor total da compensação. A construção dos demais galpões só terá início assim que o hospital começa a funcionar.

Leia mais em Metrópoles.com

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

 

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta