Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

GDF ameaça descontar salário de servidores que cruzarem os braços

Avatar

Publicado

em

Em edição extra do Diário Oficial, GDF determina que eventuais dias parados serão descontados da folha de pagamento. Punição pode chegar a demissão

Serviços públicos, como os prestados em hospitais e postos de saúde e em órgãos da administração direta do DF, podem ser prejudicados nesta sexta-feira (7/10). Representantes das 32 categorias que esperam pelo pagamento da última parcela do reajuste salarial planejam um ato em frente ao Palácio do Buriti, a partir das 10h, com paralisação. No fim da tarde da quinta-feira (6), o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) contra-atacou e subiu o tom contra o funcionalismo.

Em edição extra do Diário Oficial do DF (DODF), o socialista disse que haverá “desconto, na respectiva folha de pagamento, do valor referente aos vencimentos e às vantagens dos dias de falta, não prestação ou prestação irregular do serviço”.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  Ibaneis sanciona criação da Universidade do Distrito Federal

No decreto, Rollemberg afirma ainda que, “em caso de greve declarada ilegal ou abusiva pelo Poder Judiciário, os secretários de Estado e os dirigentes das entidades autárquicas e fundacionais procederão a imediatas providências para o regular retorno das atividades (…) especialmente quanto à instauração de procedimento administrativo-disciplinar para apuração de faltas funcionais e aplicação de penalidades, sem prejuízo das de natureza civil e penal”. O que pode acabar em demissão.

Leia mais no Metrópoles.com

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *