Antigo grupo de Roriz e Arruda se rearticula de olho em 2018

Fraga, Izalci e Filippelli costuram coalizão com o objetivo de assumir o controle do Buriti. Grupo trata do tema em jantar nesta quinta (20/10)

A avaliação negativa do governo Rollemberg e a perspectiva de o socialista não se reeleger em 2018 têm agitado os bastidores da política local. Uma coalizão formada pelo grupo que deu suporte às gestões Joaquim Roriz e José Roberto Arruda acredita que pode se aproveitar do momento atual. A meta é fincar bandeira no Palácio do Buriti, apesar do histórico de atuação ligado a dois governadores cujos mandatos foram mergulhados em sucessivos escândalos de corrupção. Figuras conhecidas da política local, como o ex-vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB) e os deputados federais Alberto Fraga (DEM) e Izalci Lucas (PSDB), estão à frente do projeto. Eles têm encabeçado reuniões periódicas para discutir o assunto, e novo encontro está marcado para esta quinta-feira (20/10), um jantar na casa do parlamentar tucano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A leitura que fazem da situação é simples: com as forças somadas, seriam imbatíveis nas urnas. Divididos, como ocorreu nas duas últimas eleições, o espólio cairá novamente no colo da esquerda. Além de Filippelli, Izalci e Fraga — que foi o anfitrião do último encontro, em setembro —, outros personagens têm participado das conversas. Entre eles, o ex-candidato ao Buriti Jofran Frejat (PR) e o ex-vice-governador Paulo Octávio, além de representantes do PP e do PSC.

Leia mais no Metrópoles.com

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

16 + dez =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend