Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Preso pela PF, dono de OS doou R$ 300 mil à campanha de Rollemberg

Avatar

Publicado

em

O médico e empresário Mohamad Moustafa, detido em Manaus pela Polícia Federal na Operação Maus Caminhos é dono de duas organizações sociais que estão entre as qualificadas para assumir a gestão de parte da saúde pública do DF. Juntas, as duas entidades aportaram milhares de reais à campanha de Rollemberg em 2014

A Operação Maus Caminhos, desencadeada pela Polícia Federal em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU) na terça-feira (20/9) em cinco unidades da Federação, identificou tentáculos de uma organização criminosa que tenta se instalar no Distrito Federal. Entre os alvos da ação, estão duas organizações sociais (OSs) — a Sociedade Integrada Médica do Amazonas (Simea) e a Salvare Serviços Médicos — que querem administrar hospitais públicos e unidades de pronto atendimento (UPAs) no DF. Ambas doaram milhares de reais à campanha do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) em 2014.

Leia também:  Ibaneis sanciona criação da Universidade do Distrito Federal

As empresas pertencem ao médico e empresário Mohamad Moustafa, preso em Manaus, apontado como líder do esquema criminoso. Moustafa é um dos maiores defensores da terceirização da saúde no DF e tenta conseguir a qualificação de suas OSs na capital federal para começar a atuar na região.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Leia mais em Metrópoles.com

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *