Polícia suspeita que Máfia das Próteses mandou dinheiro para exterior

O médico Johny Wesley, proprietário oculto da empresa TM Medical, teria enviado remessas para contas bancárias em nome da filha, em Portugal

O dinheiro movimentado pela Máfia das Próteses pode ter chegado ao exterior. A Polícia Civil suspeita que, pelo menos uma das pessoas envolvidas no suposto esquema, o médico neurocirurgião Johny Wesley Gonçalves Martins, proprietário oculto da empresa TM Medical, alvo da Operação Mister Hyde, tenha enviado remessas ilegais de dinheiro para fora do país.

De acordo os os investigadores, bens móveis e imóveis amealhados com o esquema criminoso orquestrado pela Máfia das Próteses teriam tido como destino empresas baseadas em Portugal em nomes de parentes do médico. As suspeitas da Divisão Especial de Repressão ao Crime Organizado (Deco) é de que uma fortuna cruzou o Oceano Atlântico até chegar a contas bancárias em nome da filha de Johny, que vive no país europeu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Leia mais em Metrópoles.com

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend