Polícia Civil faz operação no Palácio do Buriti nesta sexta-feira

Os alvos da operação são o ex-chefe de gabinete da Casa Militar, coronel Cirlândio Martins, e o policial militar reformado João Dias, que denunciou desvios de verbas no programa Segundo Tempo entre 2003 e 2008

Mirelle Pinheiro, Maria Eugênia e Carlos Carone

Equipes da Divisão de Operações Especiais e da Delegacia de Combate ao Crime Organizado (Deco) fazem uma operação no Palácio do Buriti na manhã desta sexta-feira (2/9). Cinco veículos chegaram à sede do Executivo local por volta das 6h20. O alvo é a Casa Militar. São cumpridos mandados de busca e apreensão na sala do ex-chefe de gabinete do órgão, coronel Cirlândio Martins. Estão sendo recolhidos computadores e documentos.

 Cirlândio, que foi exonerado na semana passada, é suspeito de estar envolvido no episódio em que o policial militar reformado João Dias, pivô da queda de Orlando Silva do Ministério do Esporte, foi detido após tentar invadir o gabinete do então secretário de Governo Paulo Tadeu (hoje conselheiro do Tribunal de Contas do DF), em 2011. Ele jogou cerca de R$ 200 mil que levava uma maleta no local. Segundo disse na época, seria referente a um suposto suborno para ficar calado.

Leia mais em Metrópoles.com

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

doze + 14 =

Send this to a friend