Em assembleia, policiais civis rejeitam proposta do GDF

Reunidos na Esplanada na tarde desta terça-feira (6/9), os agentes recusaram a correção oferecida pelo Executivo local. Na sexta, farão nova votação.

LARISSA RODRIGUES

Em assembleia na tarde nesta terça-feira (6/9), os policiais civis rejeitaram, por unanimidade, a proposta apresentada pelo Governo do Distrito na segunda-feira (5). Reunida em frente ao Ministério do Planejamento, a categoria decidiu manter a mobilização. Depois da votação, os agentes planejam seguir pela Esplanada e, próximo ao Congresso Nacional, fincar 1.073 cruzes brancas que, segundo eles, representam as vítimas de mortes violentas (latrocínio e homicídio) durante o governo de Rodrigo Rollemberg (PSB). Na sexta (9), os policiais farão nova assembleia.

Na segunda-feira (6/9), o GDF apresentou uma nova proposta aos policiais civis,  que prevê o reajuste salarial da categoria de 32,5% nos próximos cinco anos, divididos da seguinte forma: 7% em outubro de 2017; 7,5% em outubro de 2018; 8,5% em outubro de 2019. Outros 5% seriam concedidos em outubro de 2020 e mais 4,5% em outubro de 2021, chegando, então, a 36%.

Leia mais em Metrópoles.com

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

um × cinco =

Send this to a friend