Vasco cancela com responsável pelo Clássico no Mané Garrincha

Acusada de fraudes de borderôs em jogos no estádio da capital federal, empresa do ex-jogador Roni está fora dos planos do Vasco, que agora procura outra alternativa para mandar o jogo em Brasília

O clássico entre Flamengo e Vasco corre o risco de não acontecer mais em Brasília. O Cruz-maltino cancelou o contrato com a empresa do ex-jogador Roni para realizar a partida, dia 17 de agosto, no Estádio Mané Garrincha.

Roni e outras seis pessoas são suspeitos de integrar um esquema de fraude ao erário por meio da realização de jogos de futebol em Brasília. Isto é, eles estariam divulgando informações falsas nos borderôs (boletins financeiros) das partidas para pagar menos impostos e aluguel mais barato do Mané Garrincha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O local da partida, segundo pessoas ligadas ao Vasco, está indefinido.
Ainda existe a possibilidade de que o Mané receba o jogo, caso encontre alguém disposto a realizá-lo. Um dos nomes mais cotados para arcar com o Clássico carioca é o presidente do Real-DF, Luis Felipe Belmonte.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE