Ultramaratonista brasiliense lança campanha por KM corrido

No projeto “Eu Corro, Você Ajuda!”,Felipe Teixeira busca arrecadar dinheiro para assistência social de crianças carentes com câncer

Completar 21 ou 42 quilômetros é desafio suficiente para você? Para muita gente, sim. Mas para o funcionário público Felipe Teixeira Ribeiro, 39 anos, não.

Enquanto milhares de corredores amadores em todo o mundo treinam durante meses para completar uma meia maratona (21 km) ou uma maratona (42 km), esse brasiliense escolheu metas mais ambiciosas. Ele decidiu correr ultramaratonas e ajudar crianças e adolescentes com câncer e doenças hematológicas. Nesta sexta-feira (12), o corredor vai tentar se superar mais uma vez: quer completar uma corrida de 235 quilômetros em 42 horas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Todo o esforço tem destino certo. Ele arrecada donativos para a Abrace. Este ano, a meta são 235 cestas básicas – uma para cada quilômetro percorrido. Elas serão destinadas para as famílias assistidas pela instituição, que tem 922 crianças e adolescentes  que recebem atendimentos frequentes e distribui uma média de 150 cestas básicas por mês. “Já bati a meta. Consegui arrecadar 27 cestas a mais. Até falei que era hora de dobrar a meta, mas, pensando bem, seria dobrar também a quilometragem que eu teria que correr. Melhor não”, diz. Felipe, no entanto, promete correr os quilômetros excedentes até o fim do ano. Por enquanto, são 27, mas a arrecadação continua até o próximo dia 20 (sábado).

O projeto “Eu Corro, Você Ajuda!” existe desde 2017. No primeiro ano, o objetivo era correr os 100 km da Volta do Lago sozinho. As doações eram feitas em dinheiro e Felipe arrecadou mais de R$ 9 mil. No ano seguinte, o desafio era correr 3.650 km durante o ano: 10 km por dia. “Os dois anos estão dando R$ 22 mil. Eu sempre coloco o projeto como meta e objetivo. A meta é arrecadar o dinheiro e o objetivo era correr. Nos dois anos eu cumpri o objetivo, corri os quilômetros prometidos, mas nunca cheguei nem perto da meta financeira. Esse ano eu quis fazer de um jeito para que eu atingisse a meta”, conta o servidor do GDF lotado na Secretaria Executiva de Governança da Casa Civil.

Ultramaratona dos Anjos

Meta atingida, agora é hora de cumprir o objetivo. A Ultra dos Anjos Internacional (UAI) acontece em Itanhandu (MG), na Serra da Mantiqueira. Os 235 quilômetros devem ser percorridos em 60 horas. “Cada atleta faz o seu planejamento. Se eu achar que estou cansado, posso parar para dormir. Tenho 60 horas para terminar a prova”, explica. Pelo planejamento mais otimista, Felipe vai descansar meia hora em cada ponto de controle, que ficam a uma distância de cerca de 20 a 25 quilômetros um do outro. Em um ponto no alto da serra ele planeja dormir cinco horas. Assim, completa o percurso em 42 horas. “Eu tenho plano A, B e C. O B é terminar a prova em 55 horas e o C em 59 horas e 59 minutos. Mas acho que vou só descansar nos pontos de controle, sem dormir. Vou estar ansioso, parar para dormir pode prejudicar meu tempo de prova e não vou conseguir desligar”, acredita.

Felipe é corredor há oito anos, mas não levava o esporte tão a sério até 2017. O projeto “Eu Corro, Você Ajuda!” surgiu em uma fase difícil da vida do servidor. Na corrida, ele encontrou a cura para a depressão e a dor de perder um tio para o câncer. “A corrida era minha válvula de escape. Quando eu não estava muito bem colocava o tênis e me sentia melhor correndo”, revela.

Percorrer distâncias tão longas exigiu muito treinamento e trouxe um ganho esportivo  que nem ele imaginava. Ano passado, ele subiu ao pódio em provas realizadas em Brasília 12 vezes, como na 15ª Volta do Lago Caixa, categoria Dupla Mista, onde foi o segundo colocado. Também ganhou o segundo lugar na Maratona Pão de Açúcar de Revezamento e na categoria geral masculino da Bora Viver Trail Run. “Não fazia ideia que atingiria tal patamar. Esse negócio de treinar todo dia deu resultado. Quando percebi, estava fazendo 10 km em menos de 40 minutos. E eu só queria um estímulo para não parar de correr”, diz.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Felipe tem como RP – recorde pessoal, na gíria dos corredores – o tempo de 36 minutos nos 10 km e de uma hora e 21 minutos na meia-maratona.

Serviço

Quer colaborar com o projeto? Basta entregar sua doação de cesta básica até o dia 20 deste mês (sábado) nos seguintes pontos:
Farmacotécnica –  SHLS 716, Conjunto L
Abrace: QE 25, Área Especial I, Cave, Guará II

Com informações da Agência Brasília

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

19 − dezessete =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend