Ceilandense vence no UFC

Viviane Araújo conquistou sua segunda vitória por pontos no campeonato mundial de MMA. Essa foi o oitavo triunfo na carreira da lutadora de Brasília

Viviane Araújo, 32 anos, derrotou a canadense Alexis Davis por decisão unânime dos juízes com três placares de 29 a 28 na categoria peso-mosca (51kg) no último sábado (27), em Edmonton, no Canadá, nO UFC 240.

Nascida na Ceilândia, essa foi a segunda vitória da lutadora no mais famoso campeonato de MMA mundial e seu oitavo triunfo profissional . Na estreia, ela foi chamada de última hora e venceu a também brasileira Talita Bernardo na categoria peso-galo (61kg) pelo UFC Rio 10, em maio deste ano.

“Eu esperava uma luta muito dura. Já conhecia a Alexis Davis, uma atleta bastante experiente no UFC. Eu estou chegando agora na categoria peso-mosca. Sabia que ia vir uma guerra pela frente, mas eu vim preparada para essa luta”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Ainda no octógono, após a luta, a ceilandense deixou um recado para as mulheres que sofrem violência doméstica. “Acredite, vocês não estão sozinhas. Todas temos muita força dentro de nós”, disse.

UFC 240

Pelo card principal no Canadá, o havaiano Max Holloway ganhou a 15ª luta após derrotar o ex-campeão do peso-leve Frankie Edgar por decisão unânime (50/45; 50-45 e 48-47). A brasileira Cris ‘Cyborg’ venceu a canadense Felicia Spencer na peso-pena (61kg), também por decisão unânime. No discurso após a vitória, a ex-campeã do peso-pena pediu uma revanche contra a dona do cinturão, Amanda Nunes, que já aceitou o desafio pelas redes sociais. A luta deve ocorrer em janeiro de 2020.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

13 + 17 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend