Após pré-temporada, Ferrari inicia ano como favorita na F1

Com os ótimos resultados conquistados, a escuderia italiana inicia o ano de 2019 como favorita

SÃO PAULO – Buscando encerrar o seu jejum de títulos na Fórmula 1 e desbancar a rival Mercedes, a Ferrari foi a equipe que mais se destacou na pré-temporada em Montmeló, na Espanha. .

Nos oito dias da pré-temporada, o piloto Sebastian Vettel, da Ferrari, realizou a volta mais rápida, marcando um tempo de 1m16s221. O companheiro de equipe do alemão, Charles Leclerc, encerrou os treinos com a terceira melhor marca (1m16s231).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O atual campeão mundial Lewis Hamilton, da Mercedes, empolgou somente no último dia dos treinos. Após um tímido início, o britânico encerrou a sessão final com o tempo de 1m16s223, somente 0s003 atrás de Vettel.

O bom início da Ferrari com o SF90 chamou atenção de pilotos e das outras equipes. Hamilton, por exemplo, declarou que a equipe de Maranello está “muito forte neste momento”. Já o ex-piloto de F1 David Coulthard, declarou que Vettel e Leclerc estão mais “perigosos”.

Fernando Alonso, ex-piloto da escuderia italiana, revelou em uma entrevista ao site “Crash.NET” que ficou “impressionado” com o desempenho da Ferrari. Além disso, o espanhol destacou a quantidade de voltas realizadas pela equipe no circuito de Montmeló.

Por sua vez, o chefe da Red Bull Racing, Christian Horner, minimizou o bom desempenho da Ferrari na pré-temporada.

“Se houvesse um Mundial de pré-temporada na F1, a Ferrari ganharia todos os anos. Mas ninguém dá pontos pelo testes de inverno. Claramente eles chegaram a Barcelona com um carro mais forte, mas as temperaturas não estão nem perto daquelas com as quais vamos correr de verdade”, declarou Horner.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Na temporada de 2018, a Ferrari também foi destaque nos testes de pré-temporada. A equipe de Maranello chegou a vencer os dois primeiros Grandes Prêmios com Vettel, mas no decorrer do campeonato, a escuderia italiana perdeu força e abriu brecha para Hamilton conquistar o título.

Para este ano, o CEO da Ferrari, Louis Camilleri, afirmou que o grande objetivo da montadora é vencer o campeonato mundial de F1 de 2019, o qual não conquista desde 2007, tanto na disputa de construtores como na de pilotos.

“Em 2018, alcançamos o melhor resultado desde quando vencemos o campeonato de construtores. Para 2019, o objetivo é vencer. Haverá um aumentos dos investimentos que reflete essa ambição”, disse Camilleri, que está no cargo desde julho, quando substituiu o falecido Sergio Marchionne.

No entanto, apesar do bom ritmo apresentado pela escuderia italiana, o diretor da Ferrari, Mattia Binotto, relembrou em entrevista à imprensa italiana que “a Mercedes ainda é a equipe a ser vencida”.

A F1 voltará com suas atividades nesta sexta-feira (15), em Melbourne, na Austrália. Os últimos dois GPs realizados no circuito australiano foram vencidos por Vettel.(ANSA)

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

16 − 14 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend