Siga o Jornal de Brasília

Esporte

No Atlético Mineiro, treinardor Levir Culpi afirma que jovens estão aproveitando oportunidades

Publicado

em

De acordo com ele, Alerrandro e Hulk aproveitaram bem a chance que tiveram

“Os jogadores têm oportunidade e os números vão marcando os jogadores”, afirmou o técnico Levir Culpi depois da vitória por 3 a 1 sobre o Villa Nova, neste domingo, no Horto, pelo Campeonato Mineiro. 

“O Alerrandro, por exemplo, não tem ainda uma participação muito efetiva durante o jogo, mas está presente nas principais bolas. É a função dele. Ele tem um número acima da média nas categorias de base, é um dos maiores artilheiros da história do Atlético nas categorias de base. Ele tem o faro do gol, dá para perceber, mas ainda precisa marcar presença, aproveitar as oportunidades. Então, se continuar assim, não vai durar muito aqui porque vai aparecer alguém para levá-lo”, comentou Levir Culpi, que também elogiou a participação de Hulk.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“É o que falo, o jogador tem que aproveitar as oportunidades. Ele jogou pouco tempo, mas participou de um gol e já chamou atenção. Então, os jogadores precisam aproveitar os momentos que têm para jogar. Normalmente, ele não entraria no jogo, mas aconteceu, ele foi chamado, foi lá, aproveitou a chance e estava feliz da vida, abraçando todo mundo até agora no vestiário, uma alegria total por ter participado de uma jogada legal no time do Atlético. Os jogadores precisam enxergar essas oportunidades”, destacou.

O treinador afirmou que o Galo se impôs diante do adversário. “É sempre complicado, os times merecem respeito, são bem treinados e todo mundo quer jogar bem contra o Atlético. Tivemos algumas dificuldades, mas, de modo geral, superamos o adversário, fizemos três gols”, analisou.

Levir concluiu falando sobre o jogo decisivo da próxima quarta-feira, contra o Defensor, pela Libertadores.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“A torcida não vai nem para casa, pode ficar aqui já porque temos que encher o campo. O espírito tem que ser redobrado. Automaticamente, a própria importância do jogo e a característica do adversário já vão fazer com que o jogo seja outra coisa. É Libertadores, uma pegada mais forte na parte física e isso vamos observar. Com certeza, vamos ter um time difícil pela frente, mas, juntos, não vai sobrar para ninguém, temos que vencer esse jogo”.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *