Elogios a Willian e Cássio e rodízio de capitães: Tite desenha o Brasil para Copa

Em entrevista ao Fox Sports, técnico diz que continuará mudando capitães e não define dono da braçadeira em uma possível final na Rússia; sem Neymar, Willian entraria, com Coutinho na esquerda

A campanha da Seleção com Tite deu ao país a esperança de ver o Brasil conquistar o hexacampeonato. Mas, se isso acontecer, os brasileiros não saberão quem levantará a taça na Rússia em 2018.

Em entrevista ao canal Fox Sports, o técnico falou que pretende manter o rodízio de capitães e não revelou quem usará a braçadeira em uma possível final.

O treinador falou também sobre os testes que pretende fazer até a Copa, elogiou atletas como Diego, Cássio e, principalmente Willian, que ganharia uma vaga de titular se o time não puder contar com Neymar.

Ser capitão é uma honra e responsabilidade para cada um. Quando há um problema, e a equipe não está bem, a primeira coisa é transferir responsabilidade para o capitão. Mas não é algo de um só. Isso é uma corresponsabilidade, e é mensagem que passo. Há uma série de características em cada jogador. Um é líder técnico, um é líder tático, outro tem mais vontade. Cada um tem um perfil. (Sobre a final), quando eu chegar na final, eu digo.

Ouvindo uma análise sobre os possíveis convocados para a Copa de 2018, Tite não se conteve na discussão sobre o reserva de Neymar e acabou entregando que Philippe Coutinho ocuparia a vaga, com Willian atuando pela direita.

Quem está pedindo passagem é o Willian. É natural a entrada dele se não tiver o Neymar. E o Coutinho na esquerda.

Sobre as vagas que ainda estão abertas na Seleção, Tite não escondeu que sua maior preocupação é com a articulação do time. O treinador quer fazer testes nas vagas de Paulinho e Renato Augusto, o que deve acontecer no próximo amistoso da equipe, contra o Japão, no dia 10 de novembro.

É um articulador, construtor, use o adjetivo que quiser. Precisamos de um jogador e eu vou compor a equipe. O Fernandinho no início da carreira jogava um pouquinho mais avançado. Tem o Diego, que quando vem na Seleção, vem fazer uma função mais atrasada que no Flamengo. Na Seleção, a gente joga com dois armadores, e ele vem atuar mais perto do primeiro meio-campista. Ele tem essa facilidade, jogou no Atlético de Madrid assim. Ter essa articulação com maiores opções. Daqui a pouco, vou adiantando, sem iniciar o Paulinho e o Renato. Pode ser Casemiro, Coutinho e Fernandinho.

Os goleiros brasileiros também receberam elogios do técnico, inclusive os que não vêm sendo convocados, e Tite afirmou que não vê problema em Cássio ir para a Copa mesmo sem ter atuado pela Seleção.

Com o know-how que ele tem, de ter sido campeão mundial, ter sido uma peça decisiva, melhor do mundial, ele pode.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

19 − 10 =

Send this to a friend