Siga o Jornal de Brasília

Esporte

Com direito a gol de calcanhar, São Paulo e Atlético-GO empatam e seguem em crise

Publicado

em

Com direito a gol de calcanhar, São Paulo e Atlético-GO empatam e seguem em crise

Em ótimo segundo tempo, Tricolor permite igualdade do Dragão por duas vezes na estreia de Dorival Júnior e ouve vaias da torcida. Time goiano continua na lanterna

Parecia o cenário perfeito para o São Paulo começar a se afastar da crise: estreia de treinador, em casa, contra o pior time do campeonato. Do banco, porém, o técnico Dorival Júnior viu, nesta quinta-feira, uma equipe desequilibrada, que conseguiu furar a retranca do Atlético-GO por duas vezes, mas não foi capaz de segurar a vitória. No fim, 2 a 2 e vaias no Morumbi.

Wellington Nem São Paulo Atlético-GO (créditos: Marcos Ribolli)

Os visitantes não fizeram a menor questão de esconder que foram ao Morumbi para jogar pelo empate. O esquema funcionou no primeiro tempo: os donos da casa tiveram 78% de posse, mas quatro finalizações. Só uma delas, com Pratto, assustou o goleiro Felipe.

O Tricolor voltou bem mais ligado no segundo tempo e pressionando a equipe goiana. A nova postura deu resultado rápido: aos 12 minutos, Pratto abriu o placar. Cueva bateu falta no travessão, e o argentino fez no rebote – o goleiro Felipe tirou, mas a bola já tinha ultrapassado a linha. Na dúvida, Petros mandou outra vez para dentro e até comemorou, mas o gol foi mesmo de Pratto. A vantagem durou só oito minutos: numa cobrança de escanteio, Cueva afastou errado e deixou a bola para Niltinho empatar.

Depois de sair do banco, Marcinho fez o segundo, aos 38, em lindo chute de longe. Mais uma vez, durou pouco. Dois minutos depois, a defesa do São Paulo vacilou, e Everaldo, de calcanhar, fez o segundo do Atlético-GO.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *