Siga o Jornal de Brasília

Esporte

Treinador do Atlético-MG avalia que faltou transformar domínio em mais gols

Publicado

em

“Não basta criar as melhores oportunidades e chegar mais vezes na frente do goleiro, tem que ter eficiência e tranquilidade para empurrar a bola para o fundo da rede”, afirmou o técnico Roger Machado acerca da derrota por 3 a 2 para o Paraná, na noite desta quarta-feira, em Curitiba, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil,

“Hoje, teve uma combinação de boas intervenções do goleiro e algumas tomadas de decisão equivocadas, que poderiam ter terminado com melhor solução. A produção, a posse e o volume de jogo precisam ser transformados, efetivamente, em gols a nosso favor”, analisou o treinador atleticano.

“No primeiro tempo, tivemos mais a bola e criamos inúmeras oportunidades para, no primeiro tempo, ter saído com uma vantagem parcial maior. Porém, por imprecisão ou por mérito do goleiro, o placar não foi maior para o intervalo. No segundo tempo, no começo, tivemos a oportunidade de gol em um contra-ataque e, em lances pontuais de desatenção, em um cruzamento e, posteriormente, com o não encurtamento de uma finalização de longa distância, sofremos o revés”, avaliou Roger.

O comandante atleticano afirmou que, apesar da superioridade alvinegra em quase toda a partida, não dá para falar em placar injusto.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“O adversário conseguiu concluir e empurrar a bola três vezes para o fundo da nossa rede e a gente somente duas. Mas é uma decisão de dois tempos e essa acabou com a gente em desvantagem. Uma vitória nos dá a possibilidade de continuar na competição”, concluiu.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta