Siga o Jornal de Brasília

Esporte

Novo Hamburgo bate Inter e leva o seu 1º título

Publicado

em

Novo Hamburgo
▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O Rio Grande é azul… Anil! Noia vence Inter nos pênaltis, é campeão gaúcho e faz história

 O Rio Grande é azul. Mas azul anil. Anilado. O Novo Hamburgo é dono da melhor campanha. O Novo Hamburgo liderou o Gauchão de ponta a ponta. O Novo Hamburgo quebrou até a hegemonia colorada de seis anos para faturar o título do Gauchão pela primeira vez em sua história. E até mesmo o desfecho faz jus à epopeia: triunfo nos pênaltis por 3 a 1, após um empate em 1 a 1 no tempo regulamentar.

O Novo Hamburgo é campeão pela primeira vez em mais de 100 anos. E o enredo é digno de fábula. Um prato cheio aos românticos do futebol. Aliás. É digno de ficar eternizado, gravado bem nítido na história do Campeonato Gaúcho. Daqui a 30, 40 anos, o guri que frequentar o Estádio do Vale, ou qualquer que seja o palco anilado, ouvirá de seu pai sobre os guerreiros Matheus, Jardel, Preto e companhia. Ouvirá sobre o Novo Hamburgo que “quebrou o sistema” e “mudou as capas dos jornais”, como disse o centroavante João Paulo. Para ficar na história.

A equipe de Beto Campos se consolida como a mais importante da história do Novo Hamburgo. Sem espaço para dúvidas, com todos os méritos e mais um pouco, diga-se de passagem. O Anilado conquista o Gauchão pela primeira em mais de 100 anos desde sua fundação. Mas o feito deste domingo transcende os limites da instituição centenária. O Noia é o primeiro clube do interior a se consagrar campeão gaúcho desde 2000, quando o Caxias de Tite bateu o Grêmio na decisão. É o 17º vencedor diferente em 97 edições.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Num universo de cifras exorbitantes, os anilados, com folha salarial na casa dos R$ 150 mil, os anilados duelaram pela glória em seu estado mais puro. Lembre de Davi conta Golias… Chame até de Leicester City dos Pampas, se quiser. É provável que 10 entre cada 10 torcedores do Noia aceitassem sem pestanejar, lá em janeiro, uma passe que garantisse o clube na elite estadual. O cenário aponta o Noia como um campeão inesperado. Os números o respaldam como um campeão com todos os méritos. E mais um pouco. O Novo Hamburgo liderou o Campeonato Gaúcho de ponta a ponta ergue a taça após uma campanha de nove vitórias, seis empates e apenas duas derrotas, com 64,7% de aproveitamento.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta