Guerrero é o craque do Carioca e dispara: “Tem que ter colhão pra jogar no Fla”

Wendel é revelação do Estadual e completa lista com seis jogadores do Flu, além da escolha de Abel Braga. Árbitro da final se explica sobre suposta comemoração em gol do Flamengo

Muito além da camisa 9. Na noite desta segunda-feira, Guerrero foi coroado na cerimônia de premiação do Campeonato Carioca 2017. O atacante do Flamengo recebeu o prêmio de craque da competição e ainda deixou o evento com mais dois troféus: artilheiro do estadual e integrante da seleção do campeonato. Em seu discurso, afirmou que não é qualquer um que pode jogar no Rubro-Negro.

– Me sinto privilegiado por ser escolhido o craque do campeoanto. Na verdade eu agradeço aos meus companheiros. Se não fosse por eles, eu não ganharia. Eles me fizeram chegar até aqui, mas para mim o mais importante foi ter conquistado o título. Qualquer um quer jogar no Flamengo. Como se diz, tem quer colhão para jogar no Flamengo. Todos os meus companheiros são privilegiados para jogar em um grande clube – disse o peruano ao receber o prêmio de melhor jogador da competição.

O capitão Réver levanta o troféu no fim da cerimônia (Foto: André Durão)
O capitão Réver levanta o troféu no fim da cerimônia (Foto: André Durão)
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Além de Guerrero, Réver, Trauco e Diego foram os outros flamenguistas na seleção do campeonato. A revelação do Campeonato Carioca foi o volante Wendel, de 19 anos e revelado pelo Fluminense. O companheiro de Orejuela e Sornoza no meio tricolor na final do último domingo completou os sete representantes do Flu – junto com Lucas, Henrique, Sornoza, Richarlison, Wellington Silva e Abel Braga.

– Aconteceu tudo muito rápido. Outro dia eu estava na base e agora já estou sendo premiado. Lutei muito por isso. (…) Espero repetir a dose no Campeonato Brasileiro – contou a jovem revelação do Fluminense.

Wendel, do Fluminense, é eleito revelação do Campeonato Carioca (Foto: André Durão / GloboEsporte.com)
Wendel, do Fluminense, é eleito revelação do Campeonato Carioca (Foto: André Durão / GloboEsporte.com)

Além dos jogadores da dupla finalista, o Vasco também teve dois jogadores na seleção: o goleiro Martín Silva e o volante Douglas. Cada atleta da seleção do campeonato recebeu R$ 10 mil como premiação. Guerrero ainda levou mais R$ 15 mil por ser o artilheiro.

Apesar da premiação, quem roubou a cena mesmo foi Rodinei. O lateral-direito que marcou o segundo do Flamengo na tarde do último domingo foi convidado a subir no palco por Marcelo Marrom. No palco, o camisa 2 rubro-negro cantou parte da música “É o amor”, de Zezé de Camargo e Luciano.

Árbitro da final se explica sobre gestos no gol do Flamengo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Antes da festa, Wagner do Nascimento Magalhães – escolhido como o melhor árbitro do Campeonato e juiz da final – explicou o que aconteceu no lance do primeiro gol do Flamengo no Fla-Flu. Tricolores o acusam de ter comemorado o gol.

– A gente procura fazer o melhor trabalho possível no campo de jogo e fica chateado pelo que falaram, de uma comemoração no gol. Jamais houve isso, estamos ali para fazer um trabalho de excelência e não houve comemoração nenhuma. Considero minha atuação muito boa na partida de ontem (domingo), e a comissão também gostou. Eu trabalho com apito. Inclusive, no gol do Fluminense eu também ameaço botar o apito na boca. É a mesma coisa, só que o apito estava na mão, nada de comemoração.

Confira a seleção do Campeonato Carioca

Martín Silva (Vasco); Lucas (Fluminense), Réver (Flamengo), Henrique (Fluminense) e Trauco (Flamengo); Douglas (Vasco), Sornoza (Fluminense) e Diego (Flamengo); Richarlison (Fluminense), Wellington Silva (Fluminense) e Guerrero (Flamengo)

Craque: Guerrero

Revelação: Wendel

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Por Bruno Giufrida, Caio Blois e Thiago Lima
Rio de Janeiro

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

nove − sete =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend