Siga o Jornal de Brasília

Esporte

Tite ignora ranking da Fifa e tenta administrar ansiedade pela vaga na Rússia

Brasília de Fato

Publicado

em

Tite

A um ponto de garantir a classificação, segundo suas contas, treinador explica sucesso recente do Brasil e confirma Firmino na vaga de Jesus. Chance de liderar o ranking não empolga: ”Tô nem ai”

Pelas contas de Tite, a Seleção precisa de apenas um ponto para garantir a sua vaga na Copa do Mundo da Rússia. A matemática é simples: nas últimas quatro eliminatórias, o Uruguai (5º colocado e classificado para a repescagem em todas elas) fez no máximo 27 pontos. É a mesma pontuação atual do Brasil. Na véspera do confronto diante da Celeste, em Montevidéu, o treinador deixou claro que o trabalho agora é administrar a proximidade do Mundial de 2018.

– Gera ansiedade e temos que adminstrar isso. Da mesma forma que também administro o fato de não ser o técnico de um clube no dia a dia. A cada convocação, a cada trabalho, vivo situações novas e me renovo na função. É desafiador. Cada etapa é uma retomada. A grandeza do jogo é essencial, as tradições, as grandes campanhas de Brasil e Uruguai. Esse é o cunho maior do espetáculo – disse o treinador, confirmando ainda a entrada de Firmino no lugar de Jesus.

São seis jogos e seis vitórias seguidas nas eliminatórias. Desempenho que levou a Seleção à liderança e igualou a maior sequência de triunfos do Brasil em uma mesma edição do torneio – alcançada em 1969. Caso vença o Uruguai e o Paraguai (na próxima terça, em São Paulo), a equipe de Tite pode ainda retormar a liderança do ranking da Fifa. Mas nenhuma dessas estatísticas empolga. O comandante quer apenas que sua equipe continue evoluindo.

– Não estou dando entrevista para que os familiares dos atletas vejam e contem para eles. Não tenho esse objetivo. Quero ser leal comigo mesmo. Não existe time titular. Existem atletas de alto nível, todos com condição de brigar. O nivel de exigência nas eliminatórias é muito alto. A equipe é muito forte, não a sua individualidade. Por isso a nossa campanha. Desses dados todos, o que eu menos me importo é ser lider do ranking da Fifa. Não tô nem ai. Quero preparar a equipe para jogar bem, torço para que o Tabárez consiga o mesmo. Quem for melhor, vai vencer – frisou.

Uruguai e Brasil se enfrentam nesta quinta-feira, às 20h (de Brasília), no Centenário. A Celeste ocupa a vice-liderança das eliminatórias com 23 pontos – atrás apenas da Seleção. Mais de 50 mil ingressos já foram vendidos.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *