Siga o Jornal de Brasília

Esporte

Floyd provoca McGregor: “Sou o maior nome do UFC. Só falam de mim lá”

Avatar

Publicado

em

Ex-pugilista americano, que se aposentou invicto com 49 lutas, é cotado para fazer uma superluta com o campeão peso-leve do Ultimate: “Pare de chorar por dinheiro”

Fazer qualquer tipo de lista sobre os maiores nomes de qualquer modalidade esportiva sempre gera polêmica. Inúmeros fatores são usados para destacar um atleta ou outro. No entanto, de acordo com Floyd Mayweather, ex-pugilista americano, cinco vezes campeão mundial e aposentado com uma invencibilidade de 49 lutas, não restam dúvidas sobre quem é o maior nome da atualidade no UFC: ele próprio.

Em entrevista ao site especializado em boxe “BT Sport”, Mayweather explicou seus motivos para se considerar o maior nome do Ultimate e aproveitou para provocar Conor McGregor, campeão peso-leve do UFC e seu rival em uma hipotética luta de boxe.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

– Conor McGregor é o segundo maior nome do UFC. Eu sou o maior nome do UFC. Eles só falam de mim lá, estão sempre usando meu nome. Claro, eu ainda sou o maior nome do boxe, mas o lutador que faz as lutas mais empolgantes é Gervonta Davis – disse Mayweather, antes de continuar a provocação ao irlandês:

– Não chore ou reclame de dinheiro. Pare com isso. Seja o “lutador B”, vá lá e faça o que tem que fazer. Então, torne-se o “lutador A” e, se você conseguir a vitória, você pode ficar com o “lado A” do ringue.

A possível luta entre Conor McGregor e Floyd Mayweather ainda não passa de um desejo dos fãs e dos promotores do super evento. No entanto, alguns fatores ainda travam a realização do combate, como o contrato com o irlandês com o UFC. Porém, para o ex-pugilista americano, o rival está apenas fazendo fumaça.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

– A luta com o Conor McGregor… Eu não sei se vai acontecer. Se acontecer, aconteceu, caso não, não acontece. Me perguntam sobre isso sempre. Se Conor realmente quer fazer a luta acontecer, ele que pare de fazer fumaça e assine o contrato. Assine o contrato. Você disse que era o seu próprio chefe, então assine o contrato e faça isso acontecer – afirmou o ex-pugilista à “ESPN americana”.

 

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *