Siga o Jornal de Brasília

Esporte

Brasília Vôlei termina a fase classificatória perdendo para o São Caetano

Brasília de Fato

Publicado

em

O Brasília Vôlei jogou contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano na noite desta sexta-feira (10), no Ginásio Lauro Gomes, em São Paulo. A equipe de Brasília perdeu para o Sanca por 3 sets a 0 e encerrou a fase classificatória. As parciais foram 25/22, 25/21 e 25/21. Edinara foi eleita a melhor em quadra e levou o Troféu Viva Vôlei.

A fase classificatória da Superliga teve seu desfecho esta noite para o Brasília. O time treinado por Anderson Rodrigues fica então com 37 pontos em 22 partidas. Foram 13 vitórias e 9 derrotas, campanha superior à da temporada passada, onde o grupo então comandado por Manu Arnaut venceu 11 vezes e perdeu 11. Agora as brasilienses esperam o fim da rodada para saber o adversário das quartas de final – a Confederação Brasileira de Vôlei ainda não divulgou as datas e horários dos playoffs.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O time que jogou nesta última rodada foi diferente do que vinha atuando nas últimas partidas. A central Roberta, com dores no joelho, foi poupada e não viajou para São Paulo. Larissa assumiu o meio de rede. Já Andréia foi relacionada, mas deu lugar à oposta Lê. O restante do time foi o de sempre: Paula Pequeno e Amanda pelas pontas, Macrís no levantamento, Vivian como central e as líberos Silvana e Fernanda revezando no passe e defesa.

O JOGO

No primeiro set as equipes entraram em quadra trocando pontos (4/4). Com Andressa e Edinara bem, as mandantes melhoraram e passaram à frente no placar (12/8). Na entrada de rede Paula Pequeno cravou e diminuiu a vantagem para 17/15. Mesmo equilibrando no final, o Brasília não conseguiu furar a defesa adversária e o Sanca fechou em 25/22.

O segundo período teve um começo melhor para o time da Capital. Com Macrís distribuindo bastante para Larissa e Paula Pequeno o Brasília abriu três pontos (4/7). Pelo meio de rede após bola rápida de Macrís, Vivian ampliou para 15/18. Consertando a relação saque e bloqueio, o São Caetano reagiu e conseguiu empatar e virar o placar (22/20). Após o revés, o Brasília permitiu às paulistas fecharem em 25/21, abrindo 2×0.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O terceiro set começou parecido com os anteriores. As equipes trocando pontos, com o Brasília levando uma ligeira vantagem e não conseguindo se impor (12/12). Aproveitando para dar tempo de quadra para as atletas, Anderson mexeu várias vezes no time. Sabrina, Ana Guth e a levantadora Vivian Lima entraram constantemente nos sets, mas o jogo terminou mesmo favorável ao Sanca, que administrou bem no final e concluiu em 25/21.

O técnico Anderson Rodrigues ressaltou que não faltou vontade de fechar o turno com vitória. “Independente de qualquer coisa, viemos buscar a vitória. Acredito que alguns pensam umas coisas que não tem fundamento. Se eu quissesse perder eu tiraria a Paula, Amanda… poupei a Andréia que tem dores na panturrilha, já a Roberta sentiu o joelho e a Macrís tem dores no pulso. Então temos que colocar as mais novas para jogar. Não por desmerecimento ou outra coisa, ainda mais na minha primeira temporada como técnico, não posso deixar de tentar a vitória em momento algum”. Ele ainda completa. “Esse resultado não me decepciona pois fizemos dois bons turnos. É claro que o primeiro foi muito bacana, mas depois os times cresceram e passaram a se conhecerem mais e dificultaram bastante. Agora é hora de trabalhar mais, recuperar as atletas e estudar para jogar contra o adversário que vier”, completou o treinador.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *