Em referência aos 40 anos na F1, Renault adota mais preto no carro de 2017

renault

Equipe deixa um pouco do amarelo visto no modelo de 2016 de lado e aposta mais na cor escura para o RS17, relembrando modelo de 1977, o primeiro do time francês na Fórmula 1

nault apresentou, na manhã desta terça-feira, em Londres, o modelo que disputará a temporada 2017 da Fórmula 1. O time francês, o terceiro a apresentar seu carro (além de Williams e Sauber) não ousou e apostou em uma roupagem com um pouco mais de preto para este ano, diferindo do RS16, de 2016, praticamente todo amarelo. Neste ano, o preto sugere uma refência aos 40 anos da sua entrada na categoria, em 1977, com o RS01. O modelo também lembra consideravelmente o R30, carro usado na temporada de 2010.

Renault RS01 (Foto: Getty Images)
Renault RS01 (Foto: Getty Images)
Renault R30 2010 de Kubica (Foto: Getty Images)
Renault R30 2010 de Kubica (Foto: Getty Images)

Assim como a Sauber, a escuderia de Enstone lançou mão da barbatana na parte traseira do carro, o que deve ser uma tendência em praticamente todos os modelos de 2017. Diferentemente das rivais, a Williams foi mais discreta no uso da peça, que aparenta ser menor na FW40. O RS17 será impulsionado por um motor completamente novo em relação ao do ano passado. A unidade sofreu uma mudança radical após Renault sentir que o projeto anterior não tinha mais margem para evolução. E é com estes elementos em mãos, que o presidente da área de automobilismo da Renault, Jerome Stoll, traçou a meta da escuderia para a temporada atual.

– O nosso objetivo é bem simples. Já que, depois de tanto tempo, temos um carro complemente desenvolvido por nós, esperamos terminar o campeonato na quinta colocação – afirma.

Renault RS17 (Foto: Divulgação)
Renault RS17 (Foto: Divulgação)

O lançamento do RS17, realizado na capital britânica, conto u com a presença da chefia do time, dos parceiros e da dupla de pilotos, Nico Hulkenberg e Jolyon Palmer. Além de mais preto no carro, o time francês também criou uma nova marca para esta temporada, que também serve para homenagear o início de sua jornada na maior categoria de automobilismo do planeta.

Outra novidade foi a participação de Alain Prost na cerimônia. O francês tetracampeão da F1 será um consultor especial do time. Prost aprovou o novo visual dos carros deste ano

– As laterais do carro parecem como os dos velhos tempos. Na segunda estarei em Barcelona, cheio de curiosidade para ver os pilotos, especialmente nas primeiras voltas e pelas curvas de alta velocidade. Será um desafio físico enorme, mas acho que é bom para a F1. Este novo ciclo é necessário. Os carros serão muito impressionantes, e espero que consigamos conquistar tanto novos espectadores, quanto os antigos – disse.

Apesar da meta de chegar na quinta colocação não parecer ousada, a Renault terá que fazer muito mais do que fez em 2016 para chegar onde quer, já que no ano passado foi apenas nona no Mundial de Construtores, a frente apenas de Sauber e Manor.

Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dezoito − oito =

Send this to a friend