Silêncio e paciência: as armas do Fla no mercado em busca de atacantes

Dirigentes se negam a comentar negociações em curso e aguardam melhor momento para dar bote final pela contratação de dois atacantes de lado de campo

O Flamengo já apresentou três reforços em 2017: a aposta Miguel Trauco e os consistentes Romulo e Conca. Para fechar o ciclo de contratações, o clube tenta dois atacantes: o jovem Marcos Guilherme, do Atlético-PR, e outro que dependerá de maior investimento. No último caso, Berrío, do Atlético Nacional, é o favorito, mas Vargas, do Hoffenheim, corre por fora. Em comum as duas negociações têm a postura da diretoria: não comentam nem detalham o que acontece.

Homens fortes do futebol rubro-negro, o vice Flavio Godinho e o diretor executivo Rodrigo Caetano lançam mão das mesmas palavras quando questionados sobre o andamento das transações: “Não comentamos especulações ou hipóteses”.

A busca por Orlando Berrío não se trata de especulação. É real, o Flamengo já fez proposta, e o empresário do jogador já afirmou diversas vezes que seu cliente quer vestir rubro-negro. Nesta segunda-feira, o diretor de futebol do Nacional, Victor Marulanda, afirmou ter rejeitado a oferta do Fla.

– Não nos chamou a atenção a oferta do Flamengo por Berrío – disse Marulanda.

Uma das pontas da negociação alega que ainda não houve uma resposta oficial por parte dos colombianos. Já o Rubro-Negro manteve a mesma atitude de não comentar “especulações”. O Nacional inicialmente pede R$ 15 milhões pelo atleta, e o Fla tenta diminuir cifras e pagar parceladamente.

Berrío e Álvaro Pereira Cerro Porteño x Atlético Nacional (Foto: Andrés Cristaldo/EFE)Berrío, do Atlético Nacional, é um dos desejos do Flamengo para 2017 (Foto: Andrés Cristaldo/EFE)

“Novela Marcos Guilherme”

Das negociações com menos “audiência” e expectativa por se tratar de promessa, a do atacante Marcos Guilherme vai se arrastando há algum tempo. Dada como praticamente certa desde o início do ano, a transação esbarra em Mario Celso Petraglia, presidente do Atlético-PR.

Marcos Guilherme Atlético-PR Dom Bosco (Foto: Site oficial do Atlético-PR/Gustavo Oliveira)Marcos Guilherme é outra opção para o ataque (Foto: Site oficial do Atlético-PR/Gustavo Oliveira)

Inicialmente, estudava-se uma troca entre Léo, lateral-direito que pertence ao Fla, por Marcos. Petraglia também queria o meia Ederson, que, apesar de sofrer com lesões na Gávea, não quer deixar o Flamengo por acreditar que ainda vai decolar com a camisa 10 do clube.

Hoje as negociações de Léo e Marcos Guilherme são independentes. A do lateral está praticamente sacramentada, enquanto a de Marcos, de 21 anos, só deve ser resolvida após o fim das férias de Petraglia, que se encerram no próximo dia 20.

Petraglia é velho entusiasta de Marcos Guilherme e, em 2012, afirmou que ele poderia se tornar o maior talento da história do clube. Caso seja confirmado como reforço flamenguista, Marcos chegaria por empréstimo com duração de um ano.

Fernandinho ainda em pauta

Além de Berrío e Marcos Guilherme, o Flamengo busca mais um ponta. Quer o retorno de Fernandinho, que se reapresentou ao Grêmio após o fim do empréstimo ao Rubro-Negro. O atleta de 31 anos não esconde o desejo de voltar à Gávea, enquanto o clube também o elogia publicamente, como Rodrigo Caetano fez no último dia 11, quando todo o elenco voltou a trabalhar no CT.

– Fernandinho realmente deu resultado esportivo ao Flamengo. Sempre que foi acionado superou as expectativas do Zé, é um jogador muito querido pelo elenco, mas pertence ao Grêmio – lembrou o diretor de futebol do Flamengo.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

sete + doze =

Mais lidas

Send this to a friend