Siga o Jornal de Brasília

Esporte

Sem Griezmann, seleção ideal da Fifa tem Daniel Alves e Marcelo

Brasília de Fato

Publicado

em

Embora tenha conquistado a condição de finalista ao prêmio de melhor jogador do mundo de 2016, o francês Antonie Griezmann acabou ficando fora da seleção ideal da Fifa, eleita nesta segunda-feira na cerimônia de gala da entidade, em Zurique. A formação teve os laterais Daniel Alves, hoje na Juventus e ex-Barcelona até o final da última temporada europeia, e Marcelo, do Real Madrid.

Destaque do Atlético de Madrid no ano passado, o atacante Griezmann viu a equipe eleita pela entidade contar com cinco jogadores do arquirrival Real Madrid, sendo um deles Cristiano Ronaldo, que não poderia ficar fora desta seleção, cuja formação ofensiva também teve o argentino Lionel Messi e o uruguaio Luis Suárez, ambos do Barcelona.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Os outros jogadores do Real eleitos para a seleção ideal, além de Marcelo e do astro português, foram o zagueiro espanhol Sergio Ramos e os meio-campistas Luka Modric, da Croácia, e Toni Kroos, da Alemanha.

O Barça ainda teve na seleção ideal o zagueiro Gerard Piqué e o meia Iniesta, deixando a formação da Fifa com quatro jogadores do clube. Os únicos “intrusos” em meio ao domínio imposto pelas duas grandes potências do futebol espanhol e mundial foram o goleiro Manuel Neuer, do Bayern de Munique, e justamente Daniel Alves. O brasileiro, entretanto, foi eleito também pelo futebol que exibiu com a camisa da equipe espanhola até o fim da temporada passada na Europa.

Desta forma, a seleção ideal, escalada no esquema 4-3-3, teve a seguinte formação eleita: Neuer; Daniel Alves, Piqué, Sergio Ramos e Marcelo; Modric, Kroos e Iniesta; Messi, Suárez e Cristiano Ronaldo. Vale ressaltar que Neymar, assim como Griezmann, acabou ficando fora do onze ideal da Fifa em 2016.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Essa seleção foi formada com votos de jogadores em uma eleição ocorrida em conjunto com o Sindicato dos Jogadores Profissionais (FIFPro), sendo que os atletas do Barcelona não foram até a Suíça para esta premiação da Fifa. Assim, a seleção posou para a foto com apenas sete atletas.

Por meio de comunicado divulgado horas mais cedo nesta segunda-feira, o clube espanhol informou que apenas dirigentes do time marcariam presença na cerimônia por causa da preparação da equipe para o jogo de quarta-feira, contra o Athletic Bilbao, pela Copa do Rei.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *