Siga o Jornal de Brasília

Esporte

Mancuello exalta força do Fla para Libertadores, mas pede respeito ao Boavista

Avatar

Publicado

em

O meio-campista Mancuello exaltou nesta terça-feira, em entrevista coletiva, a força que o Flamengo tem para fazer bonito nesta edição da Copa Libertadores, mas evitou euforia ao projetar a estreia da equipe no Campeonato Carioca, neste sábado, contra o Boavista, sábado, às 19h30, na Arena das Dunas, em Natal (RN).

Ao projetar as chances de sucesso do Flamengo no torneio continental, ele ressaltou: “Nossas expectativas em termos de Flamengo são sempre as melhores. Estamos trabalhando muito duro para fazer uma grande competição”. A estreia do time comandado pelo técnico Zé Ricardo na Libertadores será no dia 8 de março, contra o San Lorenzo, da Argentina, em casa, pelo Grupo 4, ainda em local a ser definido.

Após falar da competição continental, porém, o meia cobrou respeito da equipe ao Boavista. “A gente está vestindo uma camisa muito importante e, para respeitar o Flamengo, temos que respeitar o adversário. O Boavista vai ser um adversário muito duro, vamos encarar com muito vontade. O Fla deve encarar seus adversários sempre da mesma forma”, ressaltou o argentino, alertando para que o time não se iluda com o seu favoritismo em sua estreia.

Foi contra o Boavista, por sinal, que Mancuello marcou o seu primeiro gol com a camisa do Flamengo, depois de ter se recuperado de uma lesão. “Eu tinha ficado fora do campo por lesão do joelho, voltei contra o Boavista. Não tinha feito nenhum gol, foi o meu primeiro. Lembro muito bem, ficou marcado na minha mente”, recordou.

Ciente de que terá de se destacar para ter uma sequência na equipe titular, Mancuello também afirmou nesta terça-feira que aprovou a opção adotada pelo técnico Zé Ricardo de vir escalando o atleta mais adiantado, como um ponta-direita, assim como ocorreu no amistoso do último sábado, quando o time rubro-negro foi derrotado pelo Vila Nova por 2 a 1, no Serra Dourada, em Goiânia.

“Desde o primeiro dia que cheguei aqui, o treinador me falou da possibilidade dessa nova posição. O jogador tem que estar aberto a ouvir novas opções. Além de competir e ficar no campo, acho bom para poder crescer e fazer novas funções no campo. Todo mundo quer ser titular, mas tenho opção de crescimento na minha carreira em outra posição”, enfatizou Mancuello.

IstoÉ

Mais Lidas