Siga o Jornal de Brasília

Esporte

Daniel Alves fala sobre ausência dos craques do Barcelona na festa da Fifa: ‘Deveriam ter vindo’

Publicado

em

Selecionado para o time da Fifa de 2016, o lateral-direito Daniel Alves, do Juventus, falou sobre a ausência dos jogadores do Barcelona na festa de gala da Fifa, nesta segunda-feira. Jogadores que, é bom lembrar, até pouco atrás eram seus companheiros.

– Deveriam ter vindo. É a minha opinião. Estão mais do que preparados para vir e jogar na quarta. Temos que respeitar a decisão, mas eles deviam ter vindo. Eu vi muito branco (Real Madrid) aqui e me senti mal, muito mal – disse Daniel, segundo o “Marca”.

O jogador da seleção brasileira também opinou sobre o prêmio de melhor do mundo dado a CR7.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

– O prêmio de Cristiano Ronaldo é merecido. Meu voto seria outro, mas foi justo – analisou.

O caso do Barça

A festa de gala da Fifa, realizada nesta segunda-feira, em Zurique, na Suíça, não contou com os craques do Barcelona como Lionel Messi e Luis Suárez. O clube explicou na parte da manhã que os jogadores não iriam para o evento por conta do importante jogo que eles têm pela frente contra o Athletic Bilbao, pela Copa do Rei, na quarta-feira.

Horas depois, o jornal “Sport” divulgou novos detalhes. Diz o veículo impresso que a decisão de não viajar partiu dos próprios jogadores blaugranas (Iniesta, Messi, Busquets, Piqué, Suárez e Mascherano). “Não estamos para festas”, teriam dito os craques. O fato, porém, não pegou bem com a diretoria barcelonista e causou uma espécie de mal-estar.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Os jogadores do Barça ficaram revoltados com a arbitragem do jogo contra o Villarreal, no domingo (o árbitro deixou de dar dois pênaltis para o clube blaugrana), pelo Campeonato Espanhol. Por acharem que a diretoria não está defendendo o clube com a comissão de arbitragem da Espanha do jeito que necessita, os jogadores resolveram chamar a atenção desta forma, não viajando.

Os jogadores comunicaram ao técnico Luis Enrique (este aceitou sem problemas) que não viajariam nesta manhã. E coube ao dirigente Albert Soler comunicar a Gianni Infantino, presidente da Fifa, que o elenco blaugrana não viajaria.

– A gente entende. O Barcelona tem um jogo importante pela frente. E de forma alguma isso apaga a premiação, porque eu ganhei esse prêmio com méritos – disse o melhor do mundo, Cristiano Ronaldo.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Piqué, Iniesta, Suárez e Messi, é bom frisar, foram selecionados para o time do ano da Fifa. Messi também ficou na segunda colocação na disputa pelo prêmio de melhor do mundo.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *