Siga o Jornal de Brasília

Destaque

Brasília se impõe em casa e passa o Fla em pontos na tabela do NBB

Publicado

em

NBB Brasília

Com recorde de público da temporada, Brasília domina Flamengo no Ginásio Nilson Nelson e vence clássico dos campeões do NBB com tranquilidade

Únicos campeões da história do NBB, Brasília e Flamengo fizeram neste sábado mais um jogo cercado de rivalidade, com reclamações, faltas técnicas e lances plásticos. Errando menos, com mais tranquilidade e um conjunto mais forte, os donos da casa dominaram o jogo e venceram por 95 a 83 diante de 4.216, recorde de público da temporada. O Brasília agora tem um ponto a mais que o Flamengo na tabela, mas o time carioca fez uma partida a menos e tem melhor aproveitamento, critério usado pela liga na classificação oficial (os rubro-negros estão com 84,6%, e o time do Distrito Federal subiu para 78,6%).

Agora com duas derrotas na competição, o Flamengo enfrenta o Mogi terça-feira, fora de casa, às 19h30. O Brasília, que tem três derrotas, pega o Vasco, quinta, às 20h15, em São Januário.

Lucas Mariano Brasília x Flamengo NBB (Foto: Brito Junior/Divulgação)

Lucas Mariano foi o cestinha do Brasília diante de público recorde no Nilson Nelson (Foto: Brito Junior/Divulgação)

 – Uma vitória como essa sobre o Flamengo é algo de se comemorar muito. Os jogadores executaram brilhantemente o plano de jogo que preparamos e conseguimos dominar a partida. Esse resultado mostra bem a força da nossa equipe – disse o comandante Bruno Savignani.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O jogo

O Brasília soube se impor desde o começo da partida. Giovanoni mostrava liderança e ditava o ritmo com Fulvio. Lucas Mariano e Jefferson eram precisos nas investidas. Do outro lado, o Flamengo dependia quase que exclusivamente do talento de Marquinhos e Marcelinho. Instável no ataque, os rubro-negros sofriam ainda mais na marcação.

– Desse jeito, nós vamos ficar correndo o tempo inteiro atrás deles – esbravejou o técnico José Neto ao fim do primeiro quarto, quando o Brasília vencia por 25 a 21.

No segundo quarto, Neto ficaria ainda mais irritado. No momento em que Jefferson partiu sozinho para um literal contra-ataque de bandeja, abrindo 36 a 30, o treinador pediu tempo e chegou a jogar a prancheta no chão. Gritou com o dedo em riste, apontado para veteranos e novatos. De nada adiantou. O Brasília continuou jogando com tranquilidade, ampliando a vantagem para 46 a 37, a maior diferença da partida até então.

– Nove pontos não é nada, precisamos manter a concentração – pedia Alex no intervalo.

O pedido foi posto em prática. A calma e a organização dos donos da casa seguiram prevalecendo no terceiro quarto. Olivinha e JP Batista erravam quase tudo para o Flamengo. E o Brasília se aproveitava cada vez mais, abrindo 13 pontos (76 a 63).

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O último quarto foi um passeio do Brasília, que colocou 22 pontos de vantagem a pouco mais de quatro minutos para o fim (88 a 66). Uma reação rubro-negra era improvável. E o Brasília caminhou tranquilo até fechar o jogo em 95 a 83.

Marquinhos e Lucas Mariano foram os cestinhas da partida, ambos com 24 pontos. Veja abaixo a pontuação de cada jogador que marcou:

Brasília: Lucas Mariano (24), Jefferson (16), Deryk (14), Pilar (12), Giovannoni (12), Fulvio (9), Alex (4), Alemão (4).

Flamengo: Marquinhos (24), Marcelinho (17), JP Batista (14),  Olivinha (11), Ramon (11), Mineiro (4), Lelê (2).

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta