Com Neymar caçado e decisivo, Brasil bate a Colômbia e fica na vice-liderança

Em novo confronto tenso diante dos colombianos, camisa 10 marca e garante a vitória por 2 a 1 em Manaus. Com Tite, Seleção pula do sexto para o segundo lugar das eliminatórias

Por Alexandre Lozetti e Edgard Maciel de Sá
De Manaus

Faltas e mais faltas, provocações, bate-boca. Desde o jogo da lesão que tirou Neymar da Copa do Mundo, a rivalidade entre Brasil e Colômbia subiu de patamar. E quando o ator principal dessa disputa entre em cena, o roteiro já é conhecido. O camisa 10 é caçado e provocado a todo instante. Quando cai na pilha, como aconteceu na Copa América do Chile, acaba expulso. Quando responde na bola, decide. Foi assim na Olimpíada, foi assim na noite desta terça-feira, na Arena da Amazônia, em Manaus.

Com direito a baterias de escolas de samba da região na arquibancada, o craque do Barcelona deu assistência e fez seu gol na vitória por 2 a 1 sobre os colombianos, a segunda seguida da Seleção nas eliminatórias. Miranda abriu o placar e Marquinhos, contra, marcou para a Colômbia. Assim, o time, que antes da chegada de Tite estava em sexto lugar, pulou para a vice-liderança das eliminatórias da Copa de 2018.

Primeiro tempo

O Brasil de Tite começou avassalador. Tocando bem e sem dar chutões, não deixou a Colômbia ver a cor da bola nos primeiros minutos da partida. Logo no primeiro ataque, gol de Miranda em cobrança de escanteio. Tudo o que foi treinado nos últimos dias parece ter dado certo na primeira meia hora de jogo. Até quando Neymar furou um chute a torcida aplaudiu. Paulinho teve gol anulado por colocar a mão na bola, Renato Augusto obrigou Ospina a fazer grande defesa.

E bastou ser menos insinuante nos 15 minutos finais para a Colômbia chegar ao empate também na bola parada. Mérito da cobrança de James Rodrigues, o cérebro do time. Marquinhos tentou cortar e fez contra.

Segundo tempo

O segundo tempo foi mais estudado. Com Gabriel Jesus em noite apagada, o Brasil buscou outras opções para chegar o gol de Ospina. Paulinho e Renato Augusto tiveram boas chances e falharam. Mas onde estava Neymar? Como já virou costume, o camisa 10 fazia uma partida nervosa contra os colombianos. Entre uma boa chance perdida no primeiro tempo e algumas outras criadas, o atacante era caçado e provocado em campo.

Revidou no fim da primeira etapa e levou amarelo. Mas bastou a bola chegar com qualidade para ele resolver. Coutinho, que entrou pouco antes e mais uma vez teve atuação destacada, tocou e Neymar chutou cruzado para fazer 2 a 1 no placar. O Brasil ainda teve chance de ampliar, mas não era preciso. Com ”Olé” e carnaval fora de época em Manaus, a festa já estava completa.

 

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

6 + dezessete =

Send this to a friend