Siga o Jornal de Brasília

Esporte

Cícero marca aos 49 do 2º tempo e dá vitória ao Fluminense sobre o Timão

Avatar

Publicado

em

Com 1 a 0 em São Paulo, em confronto direto por vaga na Libertadores, Tricolor sobe para quinto e está dois pontos atrás do G-4

No aquecimento, Cássio sentiu dores no ombro esquerdo e, de última hora, deu lugar a Walter. Júlio César, titular dada a lesão de Diego Cavalieri, foi para o quinto jogo consecutivo. Pois os goleiros reservas tiveram grande jornada no duelo entre Corinthians e Fluminense, neste domingo, na Arena Corinthians, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Até os 49 minutos do segundo tempo: Cícero aproveitou rebote após cobrança de falta e determinou o 1 a 0. Um resultado importante para se aproximar do tão sonhado grupo de classificados da Libertadores.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Arbitragem e classificação

A atuação de Anderson Daronco também foi questionada, assim como a de quarta-feira, dia da classificação do Timão diante do Tricolor, às quartas de final da Copa do Brasil – o Flu reclamou de pênalti de Marquinhos Gabriel em Marcos Junior e o Corinthians de impedimento de Gum no lance que decidiu a partida. Com a vitória, o Tricolor ultrapassou o rival e subiu para o quinto lugar, com 43 pontos. O Corinthians, com 41 pontos, caiu para a sétima posição.

Primeiro tempo

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Bem disputado, porém, com pouca agressividade ofensiva, dos dois times. Neste panorama, o Fluminense foi levemente superior. Apostou em triangulações e em lançamentos na diagonal, confundindo a marcação adversária. Em um deles, em boa enfiada de Scarpa, Marcos Junior apareceu livre e só não marcou pois Walter, substituto de última hora do lesionado Cássio, fez espetacular defesa.

O atacante tricolor ainda, na opinião de Leonardo Gaciba, comentatista de arbitragem da TV Globo, sofreu pênalti ao ter a camiseta puxada por Marquinhos Gabriel. O Corinthians ameaçou apenas em chutes de fora da área e em um cruzamento de Romero, desviado por Henrique que quase enganou Júlio César.

Segundo tempo

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

A disputa entre as duas equipes ficou mais intensa na etapa final. O Flu quase abriu o placar com Marcos Junior, após passe de Douglas, em chute cruzado, novamente defendido por Walter. O Timão ameaçou com chute de Giovanni Augusto. Pouco depois, o meia, em boa triangulação com Romero e Marquinhos Gabriel, levou perigo em outro chute rasteiro. Ambos defendidos por Júlio César. O arqueiro ainda pegou linda bicicleta de Romero, no período em que o dono da casa passou a ter mais volume e dominou a partida.

Gum, ao tentar afastar, mandou para trás. E? Júlio César fez outra ótima defesa. Ainda deu tempo de, após ótimo contragolpe puxado por Richarlison, Scarpa, dentro da área, bater colocado e quase marcar. Até que Cícero, aos 49, fez o gol da vitória: Scarpa cobrou falta, Magno Alves disputou com a zaga e a bola sobrou ao camisa 7. Ele bateu sem chances a Walter. Na origem do lance, Gum estava à frente, em posição irregular.

 

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *