Siga o Jornal de Brasília

Esporte

Barnett exalta Arlovski em coletiva e recebe apoio do rival: “Belo discurso”

Avatar

Publicado

em

Americano exime bielorusso de culpa ao comentar lance em que é atacado depois de acusar uma dedada ilegal no olho e demonstra fair play em conferência de imprensa

Josh Barnett venceu Andrei Arlovski por finalização no terceiro round, em luta válida pelo peso-pesado, no duelo principal do UFC Alemanha, sediado no sábado. O americano poderia ter aproveitado a ocasião para se promover, desafiar possíveis adversários ou fazer pedidos a Dana White. Entretanto, optou por exaltar o bielorusso, tanto no octógono quanto na coletiva de imprensa.

Diante dos jornalistas, Barnett destacou a qualidade dos adversários com os quais ele e Arlovski vêm se deparando nos últimos anos e elogiou o bielorusso, também veterano da modalidade.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

– Andrei e eu já conquistamos cinturões. Há muitos de nós na divisão, que se provaram durante a jornada. Estou certo que lutar pelo título dos pesados pode acontecer no futuro. Não é só questão de vencer ou perder. Temos vitórias sobre grandes nomes da história do MMA. Não estamos lutando contra qualquer um.

Próximo a Barnett, Arlosvki, atleta econômico nas palavras mesmo quando deixa o cage vitorioso, apertou a mão do americano e, ao microfone, disse:

– Belo discurso – disparou, aplaudido pelos presentes na sala de imprensa, em Hamburgo.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Antes mesmo da conferência, na entrevista ainda no octógono, Barnett fez questão de chamar Arlovski, que se dirigia para a porta do cage.

– Andrei, venha até aqui! Viemos aqui por vocês, para fazer uma grande luta. Fizemos o nosso melhor, buscamos o nocaute o tempo todo, o que não aconteceu. Ele é um grande peso-pesado e está de parabéns – declarou Barnett ao ex-lutador Dan Hardy, repórter nesta edição.

Em um dos momentos mais marcantes do confronto, Barnett acusou uma dedada no olho, virou de costas e foi atacado por Arlovski. Questionado sobre a atitude do adversário, Barnett minimizou.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

– Ele estava segurando a minha luva por dentro, o que é flagrantemente ilegal. Sem rancor, estou apenas chateado por não fazer isso primeiro.

UFC Alemanha
3 de setembro, em Hamburgo (ALE)
CARD PRINCIPAL:
Josh Barnett venceu Andrei Arlovski por finalização aos 2m53s do R3
Alexander Gustafsson venceu Jan Blachowicz por decisão unânime (triplo 30-27)
Ryan Bader venceu Ilir Latifi por nocaute aos 2m06s do R2
Nick Hein venceu Tae Hyun Bang por decisão unânime (29-28, 30-28 e 30-27)
CARD PRELIMINAR:
Jessin Ayari venceu Jim Wallhead por decisão dividida (29-28, 28-29 e 30-27)
Peter Sobotta venceu Nicolas Dalby por decisão unânime (triplo 30-26)
Ashlee Evans-Smith venceu Veronica Macedo por nocaute técnico aos 2m46s do R3
Taylor Lapilus venceu Leandro Issa por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Jarjis Danho e Christian Colombo terminou em empate majoritário (27-29, 28-28 e 28-28)
Jack Hermansson venceu Scott Askham por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Rustam Khabilov venceu Leandro Buscapé por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *