Árbitro de Cruzeiro x Botafogo relata ofensa de Mano: “Seu sem vergonha”

Treinador da Raposa ainda teria chamado assistente 1, Bruno Boschilia, de “bandeira de escolinha”

O técnico Mano Menezes poderá ter problemas com a Justiça Desportiva. O árbitro Rafael Traci, que apitou a derrota do Cruzeiro para o Botafogo por 2 a 0, neste domingo, no Mineirão, informou em súmula que o treinador cruzeirense o abordou na saída para o vestiário e o chamou de “sem vergonha”, além de chamar o assistente número um, Bruno Boschilia, de “bandeira de escolinha”.

– Após o término da partida, informo que, no corredor de acesso ao vestiário da arbitragem, fomos abordados pelo sr. Luiz Antonio Venker Menezes, técnico da equipe do Cruzeiro, dizendo as seguintes palavras, referindo-se a mim, Rafael Traci: “vai ver o impedimento que o seu bandeira deu no final, e a falta que você marcou no segundo gol, seu sem vergonha”, repetindo incisivamente que eu era “sem vergonha”. Ato contínuo, referindo-se ao assistente 1, Bruno Boschilia, disse: “vá ver o impedimento que você deu, seu bandeira de escolinha – escreveu o árbitro em súmula.

Mano Menezes reclamou, em sua coletiva, da atuação do árbitro, dizendo que, em jogos deste tamanho, precisam ser escalados árbitros mais experientes. Além das ofensas do treinador, Rafael Traci também relatou que o auxiliar técnico de Mano, Sidnei Lobo, expulso aos 35 minutos do segundo tempo, também ofendeu Bruno Boschilia.

– Aos 35 minutos do segundo tempo, após ser informado pelo assistente número 1, Bruno Boschilia, expulsei do banco de reservas o sr. Sidnei de Espírito, auxiliar técnico da equipe do Cruzeiro, por reclamar de maneira acintosa e grosseira dizendo as seguintes palavras: “ele é muito fraco e muito burro”. Após ser expulso, continuou dizendo para o 4º árbitro, Felipe Duarte Varejão: “eu sou do Paraná, eu conheço ele, arbitragem muito fraca.

Súmula de Rafael Traci sobre ofensas de Mano Menezes (Foto: Reprodução/ CBF)Súmula de Rafael Traci sobre ofensas de Mano Menezes (Foto: Reprodução/ CBF)

Um terceiro incidente foi relatado em súmula. Após a final da partida, um copo com líquido foi arremessado da torcida do Cruzeiro em direção ao túnel central de saída. O torcedor foi identificado, e um boletim de ocorrência foi registrado por parte do Cruzeiro.

Send this to a friend