Marca de pastilhas contrata Lochte e pede: “Perdoem a lenda da natação”

Após semanas turbulentas, Ryan Lochte finalmente teve um motivo para sorrir nesta quinta-feira. O nadador americano, que perdeu seus principais patrocinadores após o caso do falso assalto no Rio, recebeu a oferta para ser garoto-propaganda de uma marca de pastilhas para a garganta. Segundo a imprensa dos Estados Unidos, ele aparecerá em comerciais e banners da empresa, que fez um trocadilho com a palavra “forgive” para divulgar o acerto.

“Assim como a Pine Bros traz um alívio (forgiving) para sua garganta, a empresa pede ao público que dê também um pequeno perdão (little forgiveness) a uma lenda da natação americana”, diz o slogan apresentado pela empresa, fazendo referência às 12 medalhas olímpicas conquistadas por Ryan Lochte na carreira.

Em entrevista ao canal de notícias CNN, o CEO da Pine Bros, Rider McDowell, justificou a decisão de contratar o nadador ressaltando trabalhos de caridade feitos por ele. O empresário também disse acreditar em uma boa recepção aos comerciais que serão estrelados por Lochte.

Marca de pastilhas Pine Bros divulgou novo acerto com Ryan Lochte (Foto: Divulgação)Marca de pastilhas Pine Bros divulgou novo acerto com Ryan Lochte (Foto: Divulgação)

– Todos nós cometemos erros, mas poucos que são julgados nas primeiras páginas (dos jornais). Ele é um grande cara que já fez incríveis trabalhos de caridade. Estou confiante que os fãs da Pine Bros vão apoiar nossa decisão de dar uma segunda chance ao Ryan – disse McDowell.

Por meio de suas redes sociais, Lochte comemorou o acerto. Desde o início desta semana, o nadador vinha sofrendo uma debandada de patrocinadores, com o anúncio do rompimento de empresas como Speedo e Ralph Lauren. De acordo com a revista americana Forbes, o prejuízo do atleta poderia alcançar cifras entre R$ 5 a 10 milhões a longo prazo.

“Muito obrigado a toda a equipe da Pine Bros pela confiança em mim. Estou ansioso para os fazer orgulhosos”, escreveu Ryan Lochte em seu Twitter.

+ Técnico de Lochte prevê punições esportivas: “Vai ser uma dura lição”

Relembre o caso

O nadador está nos holofotes desde o último dia 14 de agosto, quando deu entrevistas alegando ter sido roubado juntamente com outros três atletas americanos (Gunnar Bentz, Jack Conger e James Feigen) na saída de uma festa no Rio de Janeiro. Na versão de Lochte, o grupo teria sido abordado por bandidos armados que portavam distintivos policiais e pararam o táxi onde estavam, o que configuraria uma falsa blitz. Alguns dias depois, a história provou ser falsa.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dezoito + 16 =

Send this to a friend