Siga o Jornal de Brasília

Celebridades

Brasília recebe exposição sobre 30 anos da arte urbana

Avatar

Publicado

em

Retrospectiva traz obras de Ozéas Duarte e outros nomes importantes do grafitti brasileiro. Mostra ficará na Caixa Cultural do DF de 10 de janeiro a 26 de fevereiro.

“Lembro que o Alex Vallauri escrevia ‘Diretas Já’ e o Mauricio Villaça chegou a pintar uma Salomé dançando com a cabeça de Sarney em suas mãos”, conta o artista Ozéas Duarte, mais conhecido como Ozi. O pioneiro do grafitti e da arte urbana no Brasil traz uma retrospectiva de seu trabalho para Brasília na exposição “Ozi – 30 anos de arte urbana no Brasil”.

A mostra será inaugurada na terça-feira (10), às 18h na Caixa Cultural. Na abertura haverá uma conversa com Ozi e o curador Marco Antonio Teobaldo. A exposição ficará no Distrito Federal até 26 de fevereiro.

“Ozi – 30 anos de arte urbana no Brasil” recupera o início da carreira de Ozéas e outros pioneiros do grafitti. “No meu começo eram poucos malucos que iam para a rua e tudo tinha que ser rápido, então nem sempre era com qualidade”, relata Ozi.

Segundo ele, o trabalho que antes era feito de madrugada passou aos poucos a ser feito durante o dia e aí aconteceu a grande virada, porque outros artistas começaram a ir para as ruas pintar também.

O paulistano Ozéas Duarte fez parte da primeira geração do graffiti brasileiro. Suas primeiras intervenções urbanas foram 1985. “Eu comecei no final da ditadura. Tínhamos restrição de liberdade, censura e muita patrulha ideológica e claro, a polícia feroz do Maluf, a temida Rota”.

 Para o artista a grande diferença da época para os dias de hoje é a quantidade de trabalhos feitos com qualidade tanto nos temas como nas técnicas. Mais do que isso, segundo ele, outro ponto importante é a aceitação da sociedade. Ele chama São Paulo de “Meca do grafitti” e diz que deve ser a cidade mais pintada do mundo, mesmo que boa parte do que é feito ainda seja ilegal.
Exposição Ozi -30 anos de arte urbana no Brasil
Visitação: de 11 de janeiro a 26 de fevereiro, de terça-feira a domingo, das 9h às 21h.
Local: Caixa Cultural Brasília, SBS, Quadra 4
Entrada franca

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *