YO! Music reúne atrações do skate e da música black no Mané Garrincha

Brasília recebeu, no estacionamento do Mané Garrincha, o maior festival de cultura urbana do país, com shows de hip-hop, rap e reggae, além de apresentações de skate, grafite e batalhas de DJ’s e MC’s

Carolina Samorano

O sábado (3/9) não foi de futebol no Mané Garrincha. O evento que animou o centro esportivo da capital teve mais a ver com rastafáris coloridos, coturnos, óculos arredondados e boné de aba reta. O estacionamento do estádio o YO! Music – Festival de Música Urbana, com shows de hip-hop, rap e reggae, grafite e apresentações ao vivo dos maiores skatistas do país. A programação começou às 14h e se estendeu pela madrugada.

O evento tem produção de Rafael Reisman, nome por trás de atrações como o Brasília Music Festival – que trouxe à capital Simply Red, Pretenders e Alanis Morissette em 2003 – e já é o maior festival de cultura urbana do Brasil.

Além de shows, com atrações como Negra Li, Black Alien e Racionais MC’s, a galera fã de música black e skate ainda pode assistir Bob Burnquist, maior medalhista da história do X Games, “Mineirinho”, hexacampeão mundial de skate pela World Cup Skatebording e Pedro Barros, seis vezes medalhista de ouro no X Games, “brincarem” em uma rampa montada atrás de um dos palcos, chamada de “Bob’s Ramp”, em homenagem ao skatista brasileiro.

Daniel Ferreira/MetrópolesDaniel Ferreira/Metrópoles

Black Alien se apresenta no palco YO! Stage

 

A primeira impressão ao entrar no evento foi de megaprodução. Os shows aconteceram em dois palcos – Buzu Stage e YO! Stage -, além de um terceiro dedicado apenas às batalhas de DJ’s, B-Boys e MC’s. Quem assistiu aos shows no Buzu também conseguiu conferir os grafiteiros fazendo arte em ônibus velhos distribuídos ao redor do palco.

De Brasília participaram Toys, Omik, Snupi, Juliana Borgê e Siren. Artistas do Rio, de São Paulo e do Recife completam o time. Além dos bares espalhados pelos palcos, o evento ofereceu um vasto cardápio de food trucks para quem precisava matar a fome entre os shows.

Família toda
À tarde, o clima era familiar. Crianças, adolescentes (a censura do festival é 16 anos) e até bebês curtiam juntos o som. No começo do evento, o público estimado era de 10 mil pessoas, mas a organização espera fechar a noite com pelo menos 20 mil. Racionais MC’s, um dos nomes mais aguardados pelo público, são os últimos a se apresentar – eles devem subir ao palco às 2h.

O pequeno Luis Felipe Gonçalves, de 9 anos, que esteve na redação do Metrópoles na última sexta-feira (2/9) para conhecer de perto o ídolo, Bob Burnquist, não perdeu a oportunidade de ver o skatista em ação na rampa que leva seu nome.

Tirou o boné de aba reta da gaveta e foi ao evento com os pais, Rogério e Layene, e com o primo, Gabriel Henrique, de 8 anos. “Eu vim para ver o Bob e o Mineirinho!”, exclamou. Não deu para ele levar o skate para o evento – embora a entrada de skate e bicicleta seja liberada -, mas ele se contentou em ver os skatistas em ação na rampa montada para Bob.

Daniel Ferreira/MetrópolesDaniel Ferreira/Metrópoles

Skatista Sandro Dias, o “Mineirinho”, na rampa montada no YO! Music

As amigas Brenda Morais, de 21 anos, e Thaís Kollen, de 27, vieram de Palmas, no Tocantins, só para o festival. Elas são experientes em festivais de música, mas nunca tinham ido a um só de hip-hop. “Tinha muita coisa legal que a gente queria ver. A programação está muito boa”, elogiou Brenda.

Já as amigas Rayane Sousa, de 19 anos, e Maria Helena Mendes, de 16, capricharam na produção e investiram em uma entrada para a área front stage – teoricamente mais próxima do palco -, mas se decepcionaram com a montagem. “A área comum e o front stage são do lado um do outro. Eu achei que seria mais perto mesmo”, reclamou Maria Helena.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

8 + 13 =

Send this to a friend