Siga o Jornal de Brasília

Entretenimento

A polêmica em torno do “superbeijo”

Primo de primeiro grau da primeira-dama Michelle Bolsonaro tenta atrair para si a polêmica do “superbeijo”

Publicado

em

A polêmica em torno do “superbeijo”

A orientação sexual de algumas pessoas tem se tornado um incômodo cada vez maior para outras. Numa semana em que o mundo do esporte ficou escandalizado com as declarações homofóbicas do jogador de vôlei Maurício Souza, um primo de primeiro grau da primeira-dama Michelle Bolsonaro tenta atrair para si a polêmica.

Usando as mesmas redes sociais que fulminaram o agora ex-atleta do Minas Tênis Clube, Rennê Fabian Ferreira de Sousa resolveu entrar no assunto alfinetando a recente declarada bissexualidade de um personagem de ficção dos quadrinhos: o filho do Homem de Aço.

Em sua conta no Instagram, Rennê postou uma foto do beijo de Clark Kent (o Super-Homem) na Mulher Maravilha (também personagens dos quadrinhos) com uma legenda: “Meu super homem e minha mulher mavarilha são esses aí da foto (sic)”.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

A publicação era uma clara alusão à revelação feita pelo roteirista Tom Taylor, que confirmou que Jon Kent, filho de Clark Kent e o novo Superman, é bissexual. A informação veio acompanhada de um retrato em que Kent beija um garoto dentro de uma casa.

A postagem de Rennê contraria sua vida privada. O rapaz é autor de músicas que ele mesmo interpreta. A maioria de suas canções fala justamente de amor, respeito ao próximo. Apesar de ainda não possuírem nome, as canções já angariam fãs. A mais ilustre delas é a prima casada com o homem mais poderoso da política brasileira: Jair Bolsonaro.

A primeira-dama Michelle comentou o post de uma música dele: “Parabéns, primo. Dupla comemoração. Deus te abençoe”, escreveu ela, que se identifica no Instagram como “michellebolsonaro”.

A primeira-dama é sobrinha de Ângela Maria Firmo Ferreira, mãe de Rennê e de Kelvin Firmo Santana, que morreu recentemente. Ângela é irmã de Maria das Graças Firmo Ferreira, irmã da mãe de Michelle.

Em recente entrevista à imprensa, Rennê abriu um pouco sua relação com a primeira-dama. Segundo ele, ela anda meio afastada da família depois que foi morar com o marido. Mas ele se lembra que os dois costumavam brincar horas a fio nas ruas de Ceilândia quando a prima ainda era solteira. “Quero que ela tenha orgulho de mim”, diz, se referindo a Michelle.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

A manifestação de Rennê não foi a única na família do casal presidencial sobre o beijo dos personagens em quadrinho. O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho 02 de Jair Bolsonaro, também foi às redes sociais para criticar a cena. “Chegou o dia em que é obrigatório. Para ser aprovado pelo establishment midiático é preciso pagar um pedágio. Eles querem decidir por você e ditar o monopólio das virtudes. Vários desses super-heróis inspiram adolescentes e crianças. Mas o problema é o garoto de policial, né?”, desabafou Eduardo Bolsonaro.

O beijo do filho do Super-Homen também incomodou o jogador de vôlei masculino Maurício Souza. Ele também postou em sua rede social o mesmo desenho com o beijo entre o Homem de Aço e a Mulher Maravilha.

A publicação rendeu a ele 318 mil curtidas. Porém, ela não veio acompanhada de nenhuma legenda. Mas nem precisava. Tanto que a deputada federal Carla Zambelli parece ter entendido para quem era o recado e logo teceu seu comentário, fazendo coro ao homofóbico jogador: “Bom dia! Desenhos infantis são INFANTIS. Tempos sombrios estes que temos que afirmar o óbvio. Querem fazer séries ou filmes para incentivar o respeito às escolhas. Mas não mexam com nossas crianças, pois no final das contas isso só divide e desagrega mais e mais”.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Continue lendo
Publicidade