Dólar tem 10ª alta seguida e crava novo recorde acima de R$ 4,51

Dólar
Na sessão, a moeda norte-americana à vista fechou em alta de 0,54%, a R$ 4,5109 na venda, com folga deixando para trás a máxima recorde

O dólar subiu pela décima sessão consecutiva ante o real nesta terça-feira (3), fechando o dia acima de R$ 4,50 pela primeira vez e batendo o nono recorde nominal seguido, num dia de grande volatilidade nos mercados globais após um corte surpresa de juros nos Estados Unidos gerar temores de que o impacto do coronavírus nas economias norte-americana e global pode ser maior que o temido.

Na sessão, a moeda norte-americana à vista fechou em alta de 0,54%, a R$ 4,5109 na venda, com folga deixando para trás a máxima recorde para um encerramento de R$ 4,4868 alcançada na véspera.

Durante os negócios desta terça, a cotação bateu R$ 4,5190 na venda, novo pico recorde intradiário. Na mínima do dia, atingida depois de o Fed cortar os juros, a moeda desceu a R$ 4,4531 (-0,75%).

Na B3, o dólar futuro de maior liquidez tinha valorização de 0,8%, a R$ 4,5180.

Send this to a friend