Siga o Jornal de Brasília

Economia

Grupo francês AccorHotels comprará 26 hotéis da rede brasileira BHG

Avatar

Publicado

em

AccorHotels

O gigante hoteleiro francês AccorHotels anunciou nesta quinta-feira (2) ter concluído um acordo com a cadeia hoteleira Brazil Hospitality Group para a gestão de 26 de seus hotéis situados, principalmente, no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Matéria corrigida e ampliada em 03/03/2017

A operação deverá ser concluída no quarto trimestre de 2017 por um montante de US$ 63 milhões, informou o grupo francês em um comunicado.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Isso deve ter um efeito positivo nos resultados do grupo a partir de 2018, acrescentou a empresa.

Os 26 hotéis, de classificações média e alta, com uma capacidade total de 4.400 unidades habitacionais, serão adaptados para se unirem, antes de 2019, às outras marcas da AccorHotels como Ibis, Ibis Styles, Ibis Budget, Mercure, Novotel, Mama Shelter, MGallery e Pullmann, afirmou o texto.

A BHG é a maior proprietária de ativos imobiliários hoteleiros do Brasil e a terceira maior administradora hoteleira. Após a conclusão do negócio, a BHG ainda manterá uma posição de liderança como administradora hoteleira, operando 20 unidades, com 3.700 quartos em diversas categorias, incluindo a administração do Hotel Marina Palace, no Rio de Janeiro.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O portfólio, que passará a ser gerido pela AccorHotels, contempla hotéis de categorias econômica, médio e alto padrão nos seguintes estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Mato Grosso, Bahia, Minas Gerais e Maranhão. O portfólio será progressivamente renovado e reposicionado até final de 2019, quando passará a operar com as marcas ibis, ibis Styles, ibis Budget, Mercure, Novotel, Mama Shelter, MGallery e Pullman.

“Estamos muito animados com as oportunidades que esta transação criará para a nossa companhia, nossos parceiros comerciais, investidores e equipes. A totalidade dos recursos gerados nesta transação será reinvestida na renovação e modernização dos hotéis de nossa propriedade”, avalia Alexandre Solleiro, CEO da BHG. “Além disto, este negócio também nos permitirá direcionar os recursos e equipes da BHG para o desenvolvimento do nosso negócio de Administração Hoteleira com nossas marcas próprias (Soft Inn, Solare e The Capital) e aquelas que representamos (Royal Tulip, Golden Tulip e Tulip Inn)”, complementa Alexandre Solleiro.

Rubens Freitas, Sócio da GP e Presidente do Conselho da BHG, considera que “essa transação é mais uma etapa de um processo de criação de valor que começou quando fundamos a BHG em 2007 e com o qual a GP continua completamente comprometida”.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Josh Pristaw, Senior Managing Director, co-Head para o Brasil e Head para o mercado de capitais da GTIS Partners, reitera que “esta transação representa um marco importante no plano estratégico para a criação de valor na BHG, que possui um portfólio brasileiro no setor imobiliário hoteleiro incomparável e de elevada qualidade, a partir de investimentos em capital e reposicionamento. A GTIS continuará também a apoiar o crescimento da BHG como uma operadora hoteleira de referência no Brasil”, assinala o executivo.

Essa aquisição “nos traz hotéis emblemáticos e permitirá que a notoriedade das nossas marcas cresça de forma significativa em todos os segmentos do mercado”, declarou no comunicado o presidente do grupo, Sébastien Bazin.

 

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *