Siga o Jornal de Brasília

Economia

Confira dicas de destinos para viajar com o dinheiro do FGTS inativo

Avatar

Publicado

em

Quase 5 milhões de brasileiros têm dinheiro a receber das contas inativas do FGTS, e os planos para são muitos, incluindo fazer a tão desejada viagem.

A blogueira de viagens Lívia Zanon, de 27 anos, descobriu nesta terça-feira que tem uma conta inativa, e já faz planos de conhecer Capitólio, em Minas Gerais, com a grana que receber do fundo.

— Descobri que, como pedi demissão antes de 2015, tinha grana pra receber. Eu ainda não sei quanto tem na conta porque foram quase 3 anos de trabalho nessa empresa, mas eu espero que dê pra viajar para viajar, conhecer algum lugar diferente no fim do ano. Estou doida pra ir a Capitólio — faz planos a moradora de Bahia que só poderá sacar o dinheiro em junho por ter nascido em setembro.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

E para ajudar quem, como a Lívia, pretende fazer uma viagem, o site Skyscanner e o Econoweek mapearam lugares onde é possível viajar gastando R$ 1 mil, R$ 3 mil e R$ 5 mil. De acordo com a pesquisa, uma viagem para Salvador com passagem aérea e hospedagem durante três dias, pode ser encontrada por até R$ 1 mil, já a partir desse mês. Também é possível curtir alguns dias em Porto Alegre e Belo Horizonte, com a possibilidade de incluir passeios no roteiro, já que as passagens estão bem mais conta.

Para quem irá receber um valor mais alto, por exemplo, 3 mil reais, as opções incluem destinos internacionais. Uma viagem de nove dias a Cuzco, no Peru, com passagem e hospedagem, sai em média R$2.200 no mês de junho. E na mesma faixa de preço e mês, Buenos Aires também é uma boa opção.

Outra oportunidade com até 5 mil reais é viajar para Orlando. Ainda é possível encontrar passagens e hospedagem, por 15 dias, no mês de julho (alta temporada) até esse valor. Uma boa dica é sempre criar alertas de preços para ir monitorando os preços.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Quem vai receber o dinheiro, mas quer viajar em alguns meses pode fazer um investimento para que os valores rendam mais, ajudando no orçamento. A Econoweek separou três opções que podem ajudar o viajante a investir:

Tesouro Direto: Mais conhecido como Tesouro Selic, o título pós-fixado acompanha a Selic (taxa básica de juros da economia no Brasil). O rendimento é diário, sendo possível sacar no curto prazo sem correr muito o risco de receber uma quantia menor do que foi aplicado. Para aplicar, a pessoa precisa procurar uma corretora de valores independente ou de algum banco.

CDB pós-fixado: Esse título ,para quem tem mais de R$ 5 mil, oferece rendimento muito próximo da taxa básica de juros da Selic. Além disso, vale checar se o banco trabalha com liquidez diária, assim é possível retirar o valor quando desejar.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Fundo DI de renda fixa: onde pode-se investir tanto em títulos privados ou públicos, com a vantagem de ter um gestor para escolher o melhor momento de comprar ou sair de cada papel. Um conselho é verificar como foi a performance nos últimos anos desse gestor e investir em fundos com taxa de administração barata no máximo 1,5%.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *