Siga o Jornal de Brasília

Economia

Petrobras derruba liminar contra venda de fábricas em Pernambuco

Avatar

Publicado

em

RIO DE JANEIRO, RJ – A Petrobras informou nesta quarta (22) que conseguiu derrubar liminar que suspendia a venda da Companhia Petroquímica de Pernambuco e da Companhia Integrada Têxtil de Pernambuco.

A operação, de US$ 385 milhões, foi aprovada pelo conselho de administração da companhia no fim de 2016, mas estava suspensa por decisão judicial favorável a petroleiros de Sergipe.

O negócio é um dos cinco processos de vendas de ativos autorizados pelo TCU (Tribunal de Contas da União), que determinou a suspensão de todas as outras negociações enquanto reavalia o plano de desinvestimentos da estatal.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

As duas unidades em Pernambuco foram compradas pela mexicana Alpek.
Com a meta de arrecadar US$ 34,6 bilhões com vendas de ativos até 2018, a Petrobras vem encontrando dificuldades para concluir as negociações.

Leia também:  Mercado financeiro espera que taxa de juros Selic feche o ano em 5,50%

Além da determinação do TCU, uma série de liminares na Justiça de Sergipe interrompeu outras transações, incluindo a mais valiosa delas, a venda da malha de gás da região Sudeste à canadense Brookfield por US$ 5,2 bilhões.

Outras operações bloqueadas pela Justiça são a venda da BR Distribuidora, de campos de petróleo no Nordeste e dos campos de Baúna e Tartaruga Verde, na bacia de Campos.
Os dois últimos campos foram negociados com a australiana Karoon. As outras operações ainda estavam em fase de negociação.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

 

NICOLA PAMPLONA
FOLHAPRESS – 

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *