Ford decide dar férias coletivas a parte dos funcionários de Taubaté

A unidade, que fabrica motores e transmissores, conta com aproximadamente 1,5 mil funcionários.

A fábrica da Ford em Taubaté, no interior de São Paulo, decidiu dar férias coletivas a cerca de um terço dos seus funcionários, entre os dias 1 e 10 de março, com retorno previsto no dia 13 de março.

Enquanto o sindicato dos metalúrgicos da região fala que as férias coletivas valem para cerca de 600 trabalhadores, a Ford diz que são aproximadamente 450. Além disso, todos os trabalhadores da fábrica, de férias coletivas ou não, tiveram seus cadastros no Programa de Proteção ao Emprego (PPE) renovados por mais quatro meses.

No PPE, a Ford reduz a jornada dos seus trabalhadores em 20% e o salário em 10%. Os outros 10% da remuneração são bancados pelo governo federal, com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Na fábrica da montadora em Taubaté, o benefício do PPE terminaria no fim de fevereiro, depois de um ano de duração, mas é possível renovar por até mais um terço do período inicial. Com a renovação, o PPE agora vale até o fim de junho.

A Ford já havia decidido dar férias coletivas a todos os metalúrgicos da unidade de São Bernardo do Campo, onde produz carros e caminhões. Segundo o sindicato do ABC, a medida envolve entre 2,5 mil e 3 mil funcionários. Eles ficarão em casa entre os dias 13 e 31 de março.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

19 − catorze =

Send this to a friend