Siga o Jornal de Brasília

Economia

Apple, Google e Coca-Cola, são as marcas mais valiosas do mundo

Avatar

Publicado

em

Por setores, o ganhador é o do automóvel. Está representado por 15 marcas, que representam 14,28% do valor total do ranking com Toyota, Mercedes-Benz e BMW na liderança

France Presse

Paris, França – Apple, Google e Coca-Cola continuam sendo as marcas mais valiosas do planeta, mas o setor automobilístico é o mais representado no ranking da Interbrand, publicado nesta quarta-feira (05/10), no qual Dior e Tesla aparecem pela primeira vez no top 100.

Pelo quarto ano consecutivo, Apple e Google se situam nos lugares mais altos da classificação. (…) Coca-Cola, Microsoft, Toyota, IBM, Samsung, Amazon, Mercedes-Benz e GE completam o Top 10. Dior e Tesla entram na classificação das Best Global Brands pela primeira vez, nas posições 89 e 100, respectivamente, detalhou em um comunicado a consultora especializada em marcas.

Segundo o 17º estudo “Best Global Brands”, que mede o valor das marcas, Facebook e Amazon
registraram o maior avanço em termos de valorização – 48% e 33%, respectivamente -, seguidas de Lego, Nissan e Adobe. Por setores, o ganhador é o do automóvel. Está representado por 15 marcas, que representam 14,28% do valor total do ranking com Toyota, Mercedes-Benz e BMW na liderança.

A distribuição, representada por Amazon, Ikea e eBay, é o setor que registra o maior crescimento (+18,8%). Atrás se situam as marcas esportivas e de luxo, com um crescimento médio de 10%. O ranking, no qual não há representação latino-americana, destaca duas marcas espanholas: Zara, 27ª e cujo valor aumentou 19% em relação a 2015, e Santander.

No total, as 100 marcas mais valiosas do mundo valem 1,8 trilhão de dólares, o que representa um aumento de 4,8% em relação ao ranking de 2015. Para estabelecer sua classificação, a Interbrand se baseia em três critérios: o resultado financeiro dos produtos e serviços vendidos sob a marca estudada, o papel da marca e sua influência na escolha do consumidor e, finalmente, a força da marca, ou seja, sua capacidade para criar uma vantagem competitiva e garantir as receitas futuras da empresa.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *