Siga o Jornal de Brasília

Economia

Bancários só vão se reunir na segunda e greve deve chegar a 28 dias

Avatar

Publicado

em

Categoria rejeitou a proposta dos bancos e completou, nesta quinta, 24 dias parada

Após rejeitarem novamente a proposta dos bancos, na noite desta quinta (29/9), bancários só se reunirão em assembleia na próxima segunda-feira (3/10). A decisão pode fazer com que a categoria fique parada por 28 dias – dois a menos da maior greve da história da categoria, em 2004.

Os bancos apresentaram uma proposta válida por dois anos, que pede manutenção do reajuste de 7% para 2016, abono de R$ 3.500 e aumento de 0,5% acima da inflação para 2017.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

A categoria pede reajuste de 14,78%, sendo 5% de aumento real, considerando inflação de 9,31%; participação nos lucros e resultados (PLR) de três salários acrescidos de R$ 8.317,90; piso no valor do salário mínimo do Dieese (R$ 3.940,24), e vales alimentação, refeição, e auxílio-creche no valor do salário mínimo nacional (R$ 880). Também é pedido décimo quarto salário, fim das metas abusivas e do assédio moral.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *