Os segredos não republicanos revelados à Polícia Federal

Ericka Filippelli entra na mira da PF

Por Mino Pedrosa

A Secretária da Mulher no governo Ibaneis Rocha, Ericka Filippelli pode ser surpreendida na sua residência pela Polícia Federal a qualquer momento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O motivo é a investigação da PF que apura denúncias de candidaturas de mulheres que receberam recursos públicos e não fizeram campanha repassando para o partido grande parte do dinheiro recebido.

No MDB, a presidente do MDB Mulher nas últimas eleições era Ericka Filippelli que hoje está como vice-presidente do partido no Distrito Federal. Nelson Tadeu Filippelli era o presidente do MDB-DF. A queda de braço entre Ibaneis e Filippelli pelo comando do partido pode ser o principal motivo da operação da Polícia Federal nesta terça-feira na sede do partido em Brasília.

Rafael Prudente, Tadeu Fillipelli e Ericka Filippelli.

Ibaneis não usou recurso público na sua candidatura ao governo do Distrito Federal. Filippelli atuou nas campanhas de 2018 em Brasília como presidente do partido e candidato a uma cadeira na Câmara Federal. Os segredos não republicanos durante a campanha foram revelados a Ibaneis, aliado na campanha, mas hoje algoz de Filippelli. Há quem saiba nos bastidores o que chegou aos ouvidos dos investigadores da PF.

A busca e apreensão nesta terça-feira na sede do MDB-DF será apenas o início do esbarrão no vespeiro.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dezenove + dezenove =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend