Bala de prata: o duelo entre Ibaneis Rocha e Rodrigo Rollemberg

A lenda do lobisomem pode estar se tornando uma realidade na corrida pela principal do cadeira do Palácio do Buriti, a bala de prata pode estar na mão da Polícia Federal e MPE, podendo beneficiar Rodrigo Rollemberg, candidato à reeleição ou o emedebista Ibaneis Rocha, que almeja ocupar durante os próximos quatro anos o Buriti.

Na manhã desta segunda feira (22) Ibaneis Rocha, do auto das pesquisas está nas cordas e pode ver sua candidatura desidratar até o próximo domingo. A decisão de não participar de debates neste segundo turno passa para o eleitorado a nítida impressão de que está com medo de enfrentar o governador Rodrigo Rollemberg e que tem motivos para temer. Bem articulado e acostumado a égide dos tribunais, a população não entende o porquê de tal decisão.

Pesquisas internas na campanha de Ibaneis revelam que burburinho com temas degradantes de pedofilia e outros crimes, apontam para segredos de alcova de um passado recente e fez Ibanês reagir em desespero, ajuizando um pedido de investigação a Polícia Federal ao Ministério Público Eleitoral (MPE) e ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF) pedindo que os órgãos investiguem a possível existência de Fake News ligando o emedebista ao crime de pedofilia e outros, mas a verdade é que há algo de podre no ar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A denúncia revela que um aparato de segurança e estrutura para dar suporte a uma história triste e escandalosa foi bancado com dinheiro público de campanha, a suspeita de Ibaneis recai sobre Eliana Pedrosa e Alberto Fraga.

Ibaneis teve acesso a uma ocorrência policial envolvendo dois adultos e um menor que se hospedaram no hotel Fusion, no centro de Brasília. Porque será que Ibaneis faz relação deste caso com Fake News?

O fato é que o candidato emedebista conhece e muito o personagem envolvido na ocorrência policial, no decorrer das investigações e depoimentos colhidos a Polícia Federal e o MPE vão confirmar ou não a história agora colocada pelo candidato como Fake News.

A apuração de crime eleitoral corre em velocidade meteórica na Polícia Federal e o resultado pode sair as vésperas das eleições. Já é comentado nos bastidores que a ocorrência policial registrada na 5º Delegacia de Polícia ganhou pernas e já se tem o nome e endereço dos personagens envolvidos na macabra história.

Os dois adultos e o menor denunciados na 5º DP trata-se de um coronel da PM de nome Anderson Ferrary Braz das Neves, ex-comandante do 13° de Sobradinho e outro adulto atende pelo nome de Luis Fernando Alves da Silva, este último se diz pai adotivo do menor em questão, todos após a passagem pela 5° DP foram encaminhados a DPCA1 na Asa Norte.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Vale lembrar que a temperatura nas eleições local subiu após ataque de Ibaneis Rocha a família do governador Rodrigo Rollemberg, que não se intimidou e partiu em defesa de seus familiares.

BDF na Rede

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend