Siga o Jornal de Brasília

Destaque

Bélgica avança e pode pegar o Brasil mais adiante na Copa da Rússia

Publicado

em

O temor de uma grande “marmelada”, com os dois times brigando pela derrota para evitar a primeira colocação do Grupo G (e um chaveamento mais difícil na fase de mata-mata), não se confirmou.

Bélgica e Inglaterra jogaram com times reservas, é verdade. Mas, exceto por alguns momentos de tédio no primeiro tempo, quando muitos torcedores vaiaram as duas equipes, belgas e ingleses fizeram um jogo limpo, aberto, com vitória dos “Diabos Vermelhos” por 1 a 0 – gol de Adnam Januzaj, ex-jogador do Manchester United e atualmente na Real Sociedad. Com a vitória, a Bélgica termina a primeira fase com a melhor campanha no geral, mas cai, ironicamente, na chave considerada mais difícil, podendo pegar o Brasil nas quartas, e França, Argentina, Uruguai ou Portugal na semifinal.

Líder do Grupo G, a Bélgica pega o Japão, segundo do Grupo H, na segunda-feira, às 15h (de Brasília), em Rostov. Já a Inglaterra encara a Colômbia, terça-feira, também às 15h, no estádio do Spartak, em Moscou.

Gol de Januzaj, da Bélgica, contra a Inglaterra
A POLÊMICA DOS CARTÕES

A Bélgica entrou em campo com três amarelos, contra dois dos ingleses. E só os belgas foram advertidos na etapa inicial: primeiro Tielemans, depois Dendoncker, ambos por falta em Danny Rose. Se o jogo terminasse empatado, Bélgica e Inglaterra ficariam iguais em pontos e gols, e a liderança do Grupo G seria definida no Fair Play – neste caso, daria Inglaterra, com apenas duas advertências no total, contra cinco dos belgas. Vale ressaltar que os dois cartões da Bélgica foram com o jogo ainda em 0 a 0, e muitos torcedores belgas comemoraram as advertências.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Harry Kane, Dele Alli, Sterling, Lukaku, Eden Hazard, Kevin De Bruyne… todos eles ficaram no banco de reservas, poupados pelos dois treinadores.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta