Siga o Jornal de Brasília

Destaque

Governo entrega escrituras e regulariza áreas de mais duas entidades religiosas

Avatar

Publicado

em

Instituições fazem trabalhos assistenciais no DF desde 1985 e aguardavam regularização havia 27 anos. Dirigentes receberam o documento das mãos do governador Rodrigo Rollemberg

Depois de esperar 27 anos pela regularização, o Centro Espírita Irmão Áureo, no Sudoeste, recebeu a escritura pública do terreno que ocupa. Também foi beneficiada a instituição religiosa Casa do Caminho, do Guará. Os documentos foram entregues pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, na noite desta sexta-feira (31).

O secretário do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Gutemberg Gomes; o presidente do Centro Espírita Irmão Áureo, Joaquim Pedro Levino da Silva; o governador Rodrigo Rollemberg; e o presidente da Terracap, Júlio César Reis.

Ao fazer a entrega, Rollemberg parabenizou as ações assistenciais das duas entidades e disse estar honrado em poder promover a regularização dos espaços. “É de extrema importância termos uma cidade legal e com segurança jurídica, para que projetos sociais como estes possam desenvolver seus trabalhos em paz”, destacou o governador.

Com as duas de hoje, agora são 53 as entidades religiosas que já receberam o benefício do governo de Brasília. O documento garante a todas elas segurança jurídica para que possam fortalecer suas ações sociais no Distrito Federal.

Leia também:  ‘Estamos fazendo revolução em Taguatinga’, diz Ibaneis

Cerca de 300 pessoas são atendidas pelo centro por meio de atividades como reforço escolar, distribuição de alimentos e assistência espiritual.

“É de extrema importância termos uma cidade legal e com segurança jurídica, para que projetos sociais como estes possam desenvolver seus trabalhos em paz”Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

“Disseram que a Terracap constrói cidades; nós construímos homens”, destacou o presidente e coordenador das obras sociais do Centro Espírita Irmão Áureo, Joaquim Pedro Levino da Silva. Ele disse estar satisfeito com o retorno obtido após muitos anos de luta.

A casa completou 32 anos na quinta-feira (30). “Essa é uma comemoração conjunta, hoje é mais um tijolo colocado em nossa obra”, definiu o fundador do centro.

O Irmão Áureo surgiu em 1985 em Taguatinga com atividades assistenciais voltadas para pessoas em situação de vulnerabilidade.

Leia também:  DF entra no inverno sem previsão de chuva

A sede mudou para o Sudoeste em 1990. Sua equipe de voluntários atua em postos de assistência nas regiões administrativas de Brazlândia, Samambaia, Setor de Indústria e Abastecimento e Plano Piloto.

O corpo de voluntários e colaboradores também atende crianças e adolescentes carentes na área rural de Brazlândia. Atualmente, há 21 jovens no projeto, mantido por meio de doações.

“Essa é uma comemoração conjunta, hoje é mais um tijolo colocado em nossa obra”Joaquim Pedro Levino da Silva, presidente do Centro Espírita Irmão Áureo

A outra escritura foi recebida na mesma solenidade pelo presidente do Conselho Deliberativo do Grupo Espírita Casa do Caminho, Waldehir Bezerra de Almeida.

A entidade, que fica no Guará II, atende crianças, jovens e adultos com ações de evangelização. Com apoio dos colaboradores, o grupo também fornece materiais e alimentação a uma escola de Samambaia.

O presidente da Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap), Júlio César Reis, ressaltou o valor das ações promovidas pelas entidades. “Estamos muito felizes por contribuir e dar segurança jurídica para que vocês continuem desenvolvendo esse trabalho tão importante para a nossa sociedade.”

Leia também:  Ibaneis fala em melhorar o astral da população para corrigir mal-estar social

Também participaram da entrega o secretário do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Gutemberg Gomes; a secretária-adjunta de Desenvolvimento Social, Marlene Azevedo; o diretor de Habitação e Regularização Fundiária da Terracap, Gustavo Dias Henrique; o administrador regional do Sudoeste, Reginaldo Sardinha; e o presidente da Federação Espírita de Brasília, Paulo Maia.

Regularização para entidades religiosas e assistenciais

Estão aptos a pleitear a regularização fundiária instituições que ocupam os espaços desde antes de 31 de dezembro de 2006.

Há 107 processos em análise pela Terracap. A legalização ocorre com a assinatura do contrato de concessão do direito real de uso por meio da compra.

GABRIELA MOLL, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *