Siga o Jornal de Brasília

Destaque

Moradores do Paranoá Parque recebem geladeiras novas

Avatar

Publicado

em

A iniciativa faz parte do Agente CEB etapa 3, desenvolvido pelo Programa de Eficiência Energética, que visa minimizar o desperdício e reduzir o consumo de energia elétrica em todo o país.

Cerca de 120 famílias do Condomínio Paranoá Parque receberam, na manhã desta quarta-feira (29), refrigeradores novos para substituir aparelhos antigos, que consomem mais energia.

A Companhia Energética de Brasília retém 0,5% do faturamento para usar em projetos educacionais ou para substituição de equipamentos. “Uma parte desse recurso foi usada para substituir essas geladeiras. Fizemos uma visita no Paranoá Parque com a ajuda de um eletrotécnico, que analisou as necessidades de troca dessas lâmpadas e geladeiras’, disse o supervisor Flamberto Gois.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Os moradores ficaram felizes com a iniciativa. “Eu achei ótima a ideia. A minha geladeira gastava muita energia e isso estava pesando na minha conta de luz”, disse a diarista Ana Maria de Oliveira, 40 anos.

Leia também:  Para Ibaneis, seu governo “já entrou para a história”

Além dos refrigeradores serão substituídas também cerca de 80 mil lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas. O programa pretende visitar 30 mil residências, além de disponibilizar 50 palestras educativas. A estimativa é de que 7 mil geladeiras sejam substituídas.

Com relação ao destino dos refrigeradores velhos, Flamberto explica. “As geladeiras velhas vão para uma fábrica de manufatura reversa, no sul de Minas Gerais, onde será retirado o compressor, além do óleo e gás do motor. Após isso a carcaça da geladeira entra em uma máquina trituradora, onde após uma série de processos, se transformam em cadeira, baldes, bacias e outros. É um processo sustentável”, explica.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Além do Paranoá Parque, cidades como Sol Nascente, Samambaia Norte, Fercal, Sobradinho II e Paranoá também receberam geladeiras novas. Ao menos 3 mil aparelhos já foram entregues.

Leia também:  Crise para quem? Construção civil celebra altas históricas no setor

 

Ícaro Andrade
Jornal de Brasília

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *