Siga o Jornal de Brasília

Destaque

Alvo da Lava Jato, aliado de Jader já foi número 2 da Integração e Portos

Publicado

em

Um dos alvos da nova fase da Operação Lava Jato e aliado do senador Jader Barbalho (PMDB-PA), o ex-senador Luiz Otávio Campos ocupou cargos de destaque no atual governo do presidente Michel Temer e na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff.

Conforme registros do Diário Oficial da União, Luiz Otávio era secretário-executivo do Ministério da Integração Nacional, o segundo cargo mais importante na hierarquia da pasta, em parte da interinidade de Temer à frente do Palácio do Planalto.

O ex-senador foi exonerado do cargo em decreto assinado pelo presidente e pelo filho de Jader, o ministro Helder Barbalho, em portaria publicada no dia 23 de junho no Diário Oficial.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Não ficou sem emprego. No mesmo dia, outra publicação no DO assinada pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, o nomeou para exercer o cargo de assessor especial do Ministério dos Transportes.

Luiz Otávio foi exonerado deste último cargo no dia 6 de janeiro deste ano.

O ex-senador também já ocupou cargos de relevo na administração petista. Ele já ocupou a secretaria-executiva da extinta Secretaria Especial de Portos no governo Dilma, comandada por Helder Barbalho.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Pouco antes do afastamento temporário de Dilma do Planalto, a petista enviou ao Senado uma mensagem para nomear Luiz Otávio diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Temer, contudo, retirou a indicação dele ao cargo no início de junho passado.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *