GDF, comunidade e empresários se organizam para ajudar vítimas de temporal

Comunidade pede socorro após temporal

luarte005
Ex administrador de Samambaia, Claudeci Luart, visita moradores após forte chuvas.

O cenário não é nada bonito de se ver, em alguns momentos lembram verdadeiros cenários de filmes de guerra. Também pudera, ventos de até 60 quilômetros por hora varreram grande parte de Samambaia na noite da última quarta feira, deixando milhares de moradores sem luz e condições mínimas de continuar em suas casas, afinal, houve quedas de estruturas, de postes, de árvores e alagamentos nas edificações. As fortes chuvas começaram por volta das 20 horas de quarta-feira (19).

Diante de um cenário caótico, o governador Rodrigo Rollemberg agiu rápido e ainda na madrugada já estava de pé liderando a força tarefa para reconstrução dos estragos. O GDF montou um quartel general na cidade e diversos órgãos atuam com efetivo de 558 agentes públicos, e os serviços serão mantidos enquanto houver demanda.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Hoje pela manhã, o governador Rodrigo Rollemberg e o ex-administrador da cidade, Claudeci Luart (foto), percorreram algumas quadras da região para acompanhar o trabalho de recuperação dos estragos provocados pela chuva. Eles visitaram casas e conversaram com moradores. Cinco equipes da Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil percorrem as áreas atingidas.

Paralelo a investida do governo, a comunidade e empresários engajados também se colocaram na linha de frente contribuindo para amenizar a dor daqueles que perderam tudo. A auxiliar administrativa Adriana de Oliveira, 40, mora há mais de 5 anos na Quadra 419  e viu a destruição de perto.

“Fiquei apavorada. Uma árvore caiu em frente ao meu portão. A minha casa ficou destelhada. Foi algo inesperado e ainda não sabemos o que fazer.  A vizinhança está em choque. O maior medo são as novas chuvas e outros riscos”

Adriana de Oliveira

A entrega de donativos de empresários deve ser feita no ginásio de esportes, no Setor Urbano, Quadra 301, em frente à administração regional. Cidadãos comuns que tenham sobras de materiais também podem participar. Servidores da área social do governo farão a triagem e a distribuição de acordo com as necessidades de cada morador.

Há dois endereços como referência para quem quiser levar doações às famílias necessitadas: a Coordenação Regional de Ensino de Samambaia (Quadra 104, Conjunto 5, Samambaia Sul) e a Igreja Nossa Senhora das Graças (Quadra 431, Conjunto B, Samambaia Norte).

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

17 − dezessete =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend